10 fotos fantásticas do Marte russo

Mikhail Mishaynik
Se seu sonho é visitar o Planeta Vermelho, não espere nem mais um segundo! Venha para a região russa de Sverdlovsk!

1. A apenas 100 quilômetros de Ekaterimburgo, existe um lugar absolutamente incrível. Os moradores locais o chamam de "Marte dos Urais" – mas, na verdade, o espaço é só um conjunto de estações de extração de argila abandonadas.

2. Esta é uma das maiores fontes de argila dos Urais, e se estende por uma distância de 20 quilômetros. As minas cobrem uma área total de quase 75 quilômetros quadrados.

3. Elas começaram a ser exploradas no século 19. Em 1930, foi construída ali a fábrica de refratários de Bogdanóvitch, a primeira do país a fornecer aparelhos de argila.

4. A argila dali foi usada também para fazer os tijolos vermelhos usados ​​na construção de usinas metalúrgicas dos Urais.

5. A argila local tem cores muito variadas, do branco ao preto carvão. Ela contém impurezas do ferro, da mica e da pirita. Em muitos locais ali, a argila já secou e o solo está rachado.

6. Praticamente não há nenhum tipo de vegetação ali, mas existem diversos lagos sinistros, de cor azulada ou amarronzada, que conferem à paisagem uma aparência “marciana”. A cor de cada lago depende de qual elemento químico predomina: quartzo, marcassita, ilmenita ou rutilo.

7. Os lagos têm pequenas ilhas, mas é praticamente impossível chegar até elas. Naturalmente, não se pode nadar ou sequer molhar os pés nessas águas - todos os lagos estão contaminados com resíduos industriais da fábrica.

8. Por décadas a fio, a água formou riachos na argila, e montes de argila terracota se formaram na estação de extração.

9. Honestamente, você não deveria visitar o local, porque ele não é uma atração turística, mas sim uma zona industrial. Mas quem disse que isto impede as hordas que querem postar no Instagram?

10. Ironicamente, até mesmo passeios oficiais para fotos oficiais são organizados em Bogdanóvitch, onde os turistas recebem trajes espaciais para sessões de fotos temáticas! Houston, temos um problema!

LEIA TAMBÉM: Os 8 vulcões mais perigosos da Rússia

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies