Visto eletrônico para entrar na Rússia estará disponível a partir de 2021

Legion Media
Lista inclui sobretudo países da União Europeia.

Boas notícias para aqueles que querem visitar a Rússia: a partir de 1º de janeiro de 2021, os cidadãos estrangeiros poderão obter um visto on-line, dando adeus aos longos tempos de espera e filas nos consulados e embaixadas. O decreto, divulgada pela imprensa russa, foi assinado pelo presidente Vladimir Putin.

“Este é um passo importante para promover o turismo”, diz Zarina Dogúzova, diretora da Agência Federal de Turismo da Rússia, “A liberalização do regime de vistos aumentará o influxo turístico em 20 a 40%”, acrescenta.

Os vistos eletrônicos, com entrada única e permanência máxima de 16 dias, estarão disponíveis não só para turismo, mas também para empresas, ajuda humanitária e visitas a amigos e familiares. Segundo o jornal “Kommersant”, além dos países da UE, China, Japão e Coreia do Sul também irão se beneficiar do novo regime.

Atualmente, alguns países já podem obter vistos eletrônicos gratuitos para visitar o Extremo Oriente do país. Entre os 18 países incluídos nesse sistema estão Índia, Irã, Qatar, China, Coreia do Norte, África do Sul e Japão.

LEIA TAMBÉM: 5 medos comuns de estrangeiros em primeira visita à Rússia 

A partir de 1º de julho, haverá vistos de entrada semelhantes para a região de Kaliningrado, no extremo ocidente da Rússia. No entanto, a lista de países que serão beneficiados por esta medida ainda não foi oficializada.

Cabe lembrar que, no caso dos brasileiros, a situação é bem mais tranquila, já que, desde junho de 2010, os turistas do Brasil não necessitam de visto para entrar no país desde que a viagem não exceda 90 dias.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies