As 10 cidades mais antigas da Rússia

Estabelecidos entre o século 7 antes de Cristo e o 9 d.C., locais valem a visita!

Smolensk (século 9)

A primeira menção registrada sobre a cidade data do ano de 862 e se refere a ela como centro político da tribo Krivitchi. Em 882, Smolensk foi tomada pelo príncipe Oleg, de Nôvgorod, e tornou-se parte do antigo Estado russo, a Rus Kievana. 

Murom (século 9)

Principal cidade da tribo fino-úgrica de Muroma, Murom foi fundada às margens do rio Ob. Sua primeira menção ocorre em crônicas do ano 862. Um enorme centro mercantil, Murom também era a fortaleza ocidental do antigo Estado russo.

Rostóv Velíki (século 9)

Rostóv Velíki (Rostov, a Grande) foi fundada pela tribo fino-úgrica de Meria, e no século 9 tornou-se parte do Estado russo. Foi uma das mais desenvolvidas e densamente habitadas cidades da Rússia.

Velíki Nôvgorod (século 8)

Apesar de Velíki Nôvgorod (Nôvgorod, a Grande) aparecer pela primeira vez em crônicas no ano de 859, suas origens datam do século 8. Ela foi o coração do antigo Estado russo  até 882, quando a capital foi transferida para Kiev.

Aluchta (século 6)

Fundada por ordem do imperador bizantino Justiniano I no século 6 como Alouston, a cidade se tornou uma  importante fortaleza no litoral sul da península da Crimeia. Seu nome moderno, Aluchta, apareceu no século 15.

Sudak (século 3)

Fundado pelos nômades alanos no ano 212 da Era Cristã, o assentamento era conhecido como Sougdaia. Durante a Idade Média, a cidade mudou de governantes diversas vezes: bizantinos, khazari, cumanos e mongóis. A cidade recebeu seu nome atual, Sudak, durante o governo otomano (entre os séculos 15 e 18).

Evpatoria (século 5 antes de Cristo)

Colonos gregos fundaram no século 5 antes de Cristo este assentamento de Kerkinitis, que era conhecido como um centro mercantil próspero até o século 2 antes de Cristo, quando foi destruído pelos citas. Não se sabe muito sobre o centro da cidade durante a Idade Média, quando a fortaleza otomana de Gözleve foi fundada ali. No ano de 1783, a cidade recebeu seu nome atual.

Feodosia (século 6 antes de Cristo)

A cidade foi fundada por colonos gregos no século 6 antes de Cristo. Desde 355 antes de Cristo, ela havia sido parte do Reino do Bósforo. Após ser devastada pelos hunos no século 4, a cidade tornou-se campo de batalha entre o Império Bizantino e os khazari, e assim foi até o século 13, quando ela caiu no domínio dos mongóis.

Derbent (século 6 antes de Cristo)

Antes da reunificação da Crimeia com a Rússia em 2014, Derbent era considerada a cidade mais antiga do país. Acredita-se que ela tenha sido fundada no século 6 antes de Cristo, apesar de os moradores locais afirmarem que ela tem mais de 5.000 anos.

Conhecida como “Os portões do Cáspio”, Derbent estava localizada na encruzilhada das civilizações e conectava norte a sul, leste a oeste. Como parte do antigo Estado Caucasiano da Albânia, a cidade foi centro da cristianização do Cáucaso, mas desde sua conquista pelo Califado Umayyad, no século 8, Derbent tornou-se fortaleza do Islã na região.

Kertch (século 7 antes de Cristo)

A maior concorrente de Derbent pelo título de cidade mais antiga da Rússia, Kertch foi fundada sob o nome de Panticapaeum por colonos gregos de Miletos no século 7 antes de Cristo.

Em épocas diversas, a poderosa cidade foi capital do Reino do Bósforo e do Reino do Ponto. Panticapaeum sofreu, mas conseguiu sobreviver durante a invasão dos hunos na década de 370.

Durante a Idade Média, a cidade mudou frequentemente de controle e nomes. Foi conhecida como Bósforo durante o governo bizantino (do século 6 ao 7), Kartcha durante o domínio dos khazari (século 7 ao 10) e Kortchev quando pertenceu ao principado eslavo de Tmutarakan (do século 10 ao 12).

 

Quer saber mais sobre Derbent? Leia “Como a mesquita mais antiga da Rússia conseguiu sobreviver 1.300 anos?

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies