Qual a melhor maneira de atravessar a Rússia: de carro, trem ou avião?

Trem de alta velocidade em Sochi

Trem de alta velocidade em Sochi

Nina Zotina/RIA Novosti
Viajar pelo maior país do mundo nem sempre é fácil. Confira abaixo um breve guia com as vantagens e desvantagens dos principais tipos de transporte usados no país.
  1. Os prós e os contras do carro
Região de Altai

A Rússia é um país tão grande, com enormes distâncias entre cidades e vilarejos, que viajar de carro pode levar muito tempo ou ser desconcertante para aqueles que costumavam viver em áreas densamente povoadas. Mas essa não é a única questão.

A qualidade das estradas não é uniforme e, em algumas regiões distantes, viajar de carro pode ser arriscados. No entanto, as principais rodovias são, em geral, boas.

As melhores são M4 “Don”, que vai de Moscou a Novorossisk, e os três trechos da M11, de Moscou a São Petersburgo (ainda não foi concluída). O limite de velocidade nas rodovias varia de 110 a 130 km/h (nas áreas urbanas, costuma ser 60 km/h).

Em regiões distantes, sobretudo na porção asiática do país, não há muitos postos de gasolina, portanto, é preciso se planejar com antecedência. Em algumas estradas ao leste dos Montes Urais, pode-se dirigir por horas sem qualquer sinal de civilização.

Uma agradável surpresa para os visitantes de países ocidentais, porém, é o preço do combustível. O custo médio da gasolina no verão de 2017 foi de R$ 2,13 por litro.

Os principais serviços europeus de aluguel de carros também operam na Rússia, entre eles Avis, Hertz e Europcar. O preço de um automóvel de classe econômica começa a partir de 1.500 rublos por dia (R$ 82), mas atenção: é preciso ter, pelo menos, de 2 a 3 anos de experiência na condução e carteira internacional de motorista.

  1. Veja a Rússia pela janela do trem
Trem da Russian Railways

Uma das experiências mais exclusivas na Rússia é viajar de trem por longas distâncias. Para quem tiver a oportunidade de passar uma semana inteira sobre trilhos, é altamente recomendável fazer uma viagem pela Transiberiana entre Moscou e Vladivostok. Além da possibilidade de percorrer grande parte do país e várias zonas climáticas, esse tipo de jornada oferece uma imersão na cultura russa.

Outra vantagem do trem é a chance de conhecer pessoas que, de outra forma, não fariam parte de sua viagem. Adormecer sob o som do barulho dos vagões ao longo dos trilhos, compartilhar comida com estranhos e trocar experiências de vida são, definitivamente, uma maneira de conhecer e entender melhor o povo russo.

O trajeto inclui várias paradas ao longo do caminho. Além de descer nos pontos de interesse, em algumas estações é também possível dar uma volta rápida e comprar tortas caseiras e frutas das vovós na plataforma (certifique-se da qualidade, porém).

Há várias opções de acomodação dentro do trem. O kupe, por exemplo, é um compartimento fechado para duas ou quatro pessoas, e platskarts são vagões abertos com cerca de 50 leitos cada. Atenção: viagens de longa distância na categoria platskart podem ser bem cansativas, por isso, não são recomendáveis por mais de um dia.

Para obter mais informações sobre a Ferrovia Transiberiana, incluindo descrições detalhadas dos tipos e rotas de trem, clique aqui. Em geral, viajar de trem na Rússia é confortável e a rede ferroviária é extensa. Para verificar os horários e comprar um bilhete, acesse o site www.rzd.ru, que também possui uma versão em inglês.

Os bilhetes de trem para viajar até Vladivostok na categoria kupe custam, em média, 400 euros; já na platskart, pode sair por 70 euros desde que a compra seja antecipada.

  1. Viajando nas alturas
Aeroporto de Kazan

Viajar longas distâncias de avião pela Rússia não é barato. Enquanto um bilhete de ida e volta de trem para Irkutsk (perto do lago Baikal) custa até R$ 1.075, a passagem de avião sem escalas mais barata começa a partir de R$ 1.360 na baixa temporada.

As principais companhias aéreas do país são Aeroflot, Siberia Airlines, UTair e Ural Airlines.

Outra opção é a companhia aérea de baixo custo Pobeda, uma subsidiária da Aeroflot. Embora esta empresa ofereça um número limitado de destinos, ela pode ser a salvação para turistas com orçamento limitado. Verifique, porém, todas as tarifas com cuidado para evitar surpresas desagradáveis ​​no aeroporto.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Leia mais