Os segredos do sorvete 'Eskimo' soviético (RECEITA)

Legion Media
Sobremesa que era produzida sob decreto a preços módicos levaria o cidadão soviético a ingerir pelo menos 5 quilos de sorvete ao ano! E, sim, dá para fazer em casa!

Este picolé foi chamado de “esquimó no palito” por Anastás Mikoian, comissário do povo da indústria alimentícia (equivalente a ministro na URSS), que decretou que ele fosse produzido em massa a preços acessíveis. Mikoian acreditava  que o cidadão soviético deveria comer pelo menos cinco quilos desse sorvete por ano.

O “Eskimo” surgiu na URSS na década de 1930, transformando rapidamente o país no segundo maior do mundo em produção e consumo de sorvete, atrás apenas dos Estados Unidos.

A alta qualidade, no entanto, é o que distinguia o sorvete soviético de sua concorrência americana. Isso graças aos padrões de produção oficiais estatais soviéticos, conhecidos como GOST. O sorvete soviético não levava conservantes, apenas leite fresco.

As pessoas de gerações mais velhas costumam dizer que na era soviética o sorvete nunca tinha tempo de ficar nas prateleiras: era comprado assim que surgia na loja. Bem, só ele aparecia, na melhor das hipóteses, três vezes por semana. Portanto, as filas eram enormes.

Além disso, as pessoas que vivem em cidadezinhas pequenas nunca viam o sorvete nos mercados locais. Assim, eles compensavam essa escassez com uma receita para fazer em casa. A receita era simples: eles simplesmente misturavam neve com creme de leite azedo e açúcar em uma caneca. Ficava quase como o Eskimo original, mesmo que não parecesse tão bacanudo na época para quem vivia ali.

A receita que vamos usar hoje foi tirada do livro de receitas soviético de 1959 – e não tem neve nos ingredientes!

Ingredientes para fazer 8 sorvete:

Para a base cremosa:

400 ml de leite (com teor de gordura entre 3,2% e 6%);

130 ml de “smetana” (creme de leite azedo ou “sour cream”, com teor de gordura de 33%);

4 gemas de ovo;

130 g de açúcar;

5 a 7 g de açúcar de baunilha ou essência de baunilha.

Para o sorvete de massa:

Toda a base cremosa anterior;

130 ml de “smetana” (33% de gordura).

Para o glacê:

100 g de manteiga;

100 a 150 g de chocolate.

Modo de preparo:

  1. Começaremos pela base cremosa. Em primeiro lugar, bata as gemas com o açúcar e a baunilha até a massa ficar branca. Não é preciso esperar o açúcar dissolver, o objetivo é fazer com que as gemas fiquem brancas.
  1. Misture o leite com a “smetana” e leve ao fogo, mas não deixe ferver – quando as primeiras bolhas aparecerem, retire a panela do fogo.
  1. Despeje o leite quente lentamente sobre as gemas misturadas. Enquanto adiciona o leite, mexa sem parar as gemas.
  1. Leve a mistura ao fogo e comece a aquecer em temperatura baixa, mexendo sem parar - mas não deixe a massa ferver. No final, a mistura engrossará e grudará na parte de trás da colher, com uma camada translúcida. Todo o processo leva de 15 a 25 minutos, dependendo da largura do fundo do pote.
  1. O sorvete cremoso está pronto. Filtre a mistura por uma peneira e deixe esfriar em temperatura ambiente. Mexa de vez em quando para que não se forme uma película em cima. Depois que a mistura esfriar à temperatura ambiente, coloque-a na geladeira por 10 a 20 minutos.
  1. Continuaremos com o sorvete de massa. Pegue os 130 gramas restantes do creme e bata-o, até que forme “picos” densos e adicione pouco a pouco à massa de creme filtrada e resfriada. Não use o batedor, porém, e sim uma espátula, ou ele não ficará leve e aerado.
  1. Leve à geladeira por mais 20 a 30 minutos. Depois disso, retire, misture, e só então leve ao freezer depois de colocar na forma forrada com filme plástico.
  1. Na primeira hora é necessário retirar o sorvete e misturar bem a cada 15 a 20 minutos. Nas 3 ou 4 horas seguintes, retire o sorvete a cada 30 ou 40 minutos e misture bem. Eu uso um batedor, mas você pode usar uma colher ou o liquidificador. Nosso objetivo é quebrar cuidadosamente todo o gelo que se forma. Depois disso, deixe o sorvete congelar em um recipiente hermético por pelo menos 6 a 8 horas.
  1. O próximo passo é transformar nosso sorvete no Eskimo original. Para fazer isso, retire o sorvete do recipiente e corte-o em retângulos. Depois disso, insira os palitos, corte o sorvete, se necessário, e coloque-o novamente no freezer por pelo menos uma hora.
  1. Faça a cobertura derretendo a manteiga com o chocolate e mexendo até ficar homogêneo. Deixe o glacê esfriar um pouco.
  1. É conveniente usar um copo alto e estreito para vitrificar, então coloque nele a massa de chocolate e depois mergulhe cada picolé no chocolate. Em seguida, retire, espere o glacê secar um pouco, erga, espere o glacê ficar fosco e coloque no papel manteiga. É preciso fazer tudo isso muito rápido.
  2. Seu Eskimo está pronto! Guarde-o em um recipiente hermético ou embrulhe em papel alumínio por até 3 meses e delicie-se!

LEIA TAMBÉM: White Russian, o coquetel dos ‘dudeístas’ pacifistas

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies