Por que os russos são loucos por trigo sarraceno?

Russia beyond; Legion media
Você não imagina o quanto os russos prezam esse alimento, que também é muito fácil de cozinhar e saboroso (além de um superalimento para veganos e quem busca ficar em forma)!

A primeira coisa que desapareceu das prateleiras russas em março de 2020, quando a pandemia de Covid-19 começou na Rússia, foi o trigo sarraceno (e, claro, o papel higiênico). O trigo sarraceno é um dos principais itens da cesta básica do país, o equivalente ao “arroz com feijão” russo.

Os antigos russos costumavam dizer “Щи да каша - пища наша” (transliterando, “schi da kacha – pischa nacha”), que significa “caldo verde com cereal - esta é a nossa comida”. E “cereal” aqui significava trigo sarraceno, ou seja, “grechka”, em russo.

A “gretchka” com carne enlatada foi a comida mais icônica do exército durante a Segunda Guerra Mundial e hoje é frequentemente servida durante as celebrações do Dia da Vitória, como um símbolo da “cozinha da frente de batalha”. É um código cultural extremamente importante para os russos.

“Cozinha da frente de batalha.”

Versão moderna de comida antiga

A “gretchka” está nas mesas dos camponeses pelo menos desde o século 12. Hoje, a Rússia é o maior produtor mundial de trigo sarraceno. A Fagopyrum é uma planta que cresce facilmente no severo clima russo e em solo pouco fértil.

O florescimento do trigo sarraceno (Fagopyrum).

Na atualidade, o trigo sarraceno é usado não só para a produção do grão chamado “gretchka”, mas também de um mel de cor escura muito apreciado na Rússia. É usado até para fazer chá incrivelmente saboroso!

Colheita de trigo sarraceno nos campos da região de Altai.

Os russos que vivem no exterior sentem muita saudade de trigo sarraceno! Yulia, por exemplo, é russa e mora na Europa há oito anos e sempre pede aos amigos conterrâneos que a visitam que tragam trigo sarraceno. "Nunca comi tanto trigo sarraceno em casa, mas longe da Rússia percebi que a ‘gretchka’ é um superalimento, muito nutritivo e saboroso. E é especialmente útil quando para entrar em forma."

Alimentação saudável

A “gretchka” geralmente é frita antes de ser embalada e vendida, e é por isso que ela tem uma cor marrom. Mas com um estilo de vida saudável em voga, agora se usa o chamado trigo sarraceno "verde", que é cru e não processado. Acredita-se que ele também conserve mais as vitaminas. Ele pode ser apenas ingerido cozido ou usado para em vitaminas, além de ser adicionado a saladas com brotos.

Trigo sarraceno verde.

A “grechka” também é base de menus rápidos na Rússia e é uma ótima refeição para veganos, porque é rica em proteínas. Ao mesmo tempo, seus carboidratos de liberação lenta fornecem muita energia por um longo período de tempo.

Se os viajantes russos, especialmente os caminhantes, levarem comida para uma viagem, então com certeza será a “gretchka”! Isso porque ela é muito fácil de cozinhar e deliciosa! é possível prepará-la até mesmo em um copo térmico, bastando adicionar água quente.

Homens em reencenação histórica da Segunda Guerra Mundial comem “gretchka”.

Hoje, a “gretchka” também é vendida em saquinhos prontos para ferver, fáceis de cozinhar. Há russos que comem “gretchka” no café da manhã, almoço e jantar, como acompanhamento ou como prato principal. Existem muitas maneiras de cozinhá-la e pode-se até fazer uma farinha de trigo sarraceno e preparar massas com ela no lugar da farinha comum.

LEIA TAMBÉM: Na dúvida, adicione endro: desconstruindo a onipresente erva russa

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies