‘Rasstegai’ de peixe: tortinhas que não podem faltar à mesa russa (RECEITA)

Victoria Drey
Na época do tsar, estas entradinhas generosamente recheadas eram servidas com sopas como alternativa ao pão.

O “rasstegai” é uma das mais populares tortinhas tradicionais russas, conhecida como o melhor aperitivo para a “ukhá”, sopa eslava de peixe. O que as torna especiais em comparação a outros tipos de tortinhas é seu icônico formato de barco, com um orifício no centro para adicionar caldo de peixe ou manteiga.

Acredita-se que o nome “rasstegai” provenha do verbo russo "desabotoar" — algo muito provavelmente conectado com o buraco no topo da tortinha, que é "desabotoado".

Na Rússia tsarista e muito tempo depois, o “rasstegai” de peixe era considerado um prato refinado devido ao recheio clássico à base de esturjão. No entanto, as tortas eram igualmente populares em casas menos ricas. Porém, em vez de usar um peixe caro no recheio, ali elas eram recheadas com purê de batata e cogumelos, vegetais, ovos e mingaus e servidas com “schi” (sopa de repolho russa), caldos de carne ou galinha e outras variações de sopas e caldos.

Mais tarde, tornou-se comum rechear o “rasstegai” com peixes brancos ou vermelhos mais baratos. Portanto, sinta-se à vontade para usar qualquer peixe que tiver à mão! Mas saiba que o peixe vermelho é preferível, já que tem um sabor mais forte.

Apesar de sua bela forma, estas tortas estão entre as mais fáceis que já fiz! A massa é simples e o recheio leva apenas dois ingredientes.

Ingredientes:

Ingredientes para a massa:

330 g de farinha de trigo;

200 ml de leite;

2 colheres de sopa de óleo vegetal;

1 colher de chá de fermento biológico seco;

1 colher de sopa de açúcar;

1 colher de chá de sal.

Ingredientes para o recheio:

450 g de salmão, truta ou salmão rosado ou outro peixe;

2 cebolas;

Óleo para fritar;

Sal;

Pimenta moída;

1 ovo para pincelar.

Modo de preparo:

  1. Comece com a massa: em uma tigela grande, misture o leite morno, o açúcar, o fermento seco e 4 colheres de sopa de farinha peneirada, certificando-se de que o açúcar e o fermento se dissolvam. Reserve em um local morno por 20 minutos.
  2. Quando a mistura ficar aerada e quase dobrar de tamanho, acrescente o restante da farinha peneirada, óleo e sal e sove a massa bem. Comece com um garfo e continue com as mãos por pelo menos 5 a 7 minutos.
  3. Faça uma bola com a massa, coloque em uma tigela grande untada com um pouco de óleo e cubra com filme plástico. Reserve por cerca de 40 minutos para crescer.
  4. Enquanto isso, prepare o recheio. Pique a cebola e refogue com um pouco de óleo em fogo baixo até ficar macia.
  5. Em seguida, corte o peixe em cubinhos e misture com a cebola. Use qualquer peixe vermelho fresco ou descongelado que você prefira ou tenha em mãos — eu costumo usar filé de salmão rosado.
  1. Quando o recheio estiver pronto, é hora de fazer o “rasstegai”. Sove delicadamente a massa, que já cresceu, e divida em 10 a 12 pedaços iguais.
  2. Transforme cada pedaço em uma bola e, em seguida, abra essas bolinhas de massa em círculos achatados.
  1. Coloque 1 colher de sopa cheia de recheio no centro de cada círculo e aperte as bordas com cuidado, mas com força, deixando um pequeno orifício no meio. Repita com o resto, fazendo tortinhas em formato de barco.
  2. Coloque os “rasstegai” em uma assadeira coberta com papel manteiga, cubra com um pano de prato limpo e deixe crescer por 15 minutos. Em seguida, pincele a parte de cima das tortinhas com a mistura de ovo (1 ovo com 1 colher de sopa de leite ou água) e leve ao forno por 20 a 30 minutos a 180 graus Celsius.
  1. Quando as tortinhas estiverem prontas, coloque um pequeno pedaço de manteiga no orifício de cada uma para torná-las ainda mais suculentas. Sirva o “rasstegai” quente ou frio, com caldo de peixe ou sem.

Priátnogo appetita!

LEIA TAMBÉM: Enroladinho de salsicha, uma receita muito soviética!

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies