O chá da tarde russo em GIFs de filmes soviéticos

Yuri Chulyukin/Mosfilm, 1961
Depois de ver nossa lista, você finalmente acreditará que os russos preferem chá à vodca.

O chá era adorado durante a Rússia Imperial e a União Soviética, ainda não perdeu seu status e popularidade. Seja em longos chás da tarde que reúnem as pessoas ao redor de uma mesa grande ou em visitas rápidas regadas com uma xicarazinha de chá, os russos nunca perderam o costume de consumir esta bebida.

Todas essas tradições, é claro, refletiram-se na cultura popular. E um meio de analisá-la é observando os protagonistas dos filmes tomam seu chazinho!

1. Prostokvachino

O carteiro bastante desagradável do popular desenho animado soviético “Prostokvachino” começa imediatamente a ceder depois de um convite para uma xícara de chá. Ele bebe sem parar chá na casa do gato Matroskin e, além disso, come quase todos os doces - desagradando todos os habitantes da casa.

2. O casamento de Balzaminov (1965)

Em “Jenitba Balzaminova” (1965), a protagonista se parecia sem tirar nem por a mulher de uma famosa pintura de Borís Kustódiev initulada “A esposa do comerciante no chá”.

Ela se sentava em sua cadeira, como se fosse um trono, à uma mesa ao ar livre. Todos andavam em torno dela como serviçais.

3. Garotas (1961)

Em “Devtchata”, Tossia, a protagonista, pode ser considerada uma verdadeira feminista. Enquanto outras moças de sua brigada de construção sonham apenas em se casar, ela prefere ficar sozinha e comer biscoitos e o doce russo “halva”. Seu sanduíche gigante com geleia e o chá tomado de um pires (sim, os russos todos fazem isto!) se tornou praticamente símbolo de uma felicidade simples e humana na URSS.

4. Peça inacabada para piano mecânico (1977)

Uma festa de chá no campo, no terraço ou ao ar livre, é cena clássica. Assim, este filme, baseado em um dos romances de Antôn Tchékhov, mostra toda essa parafernália maravilhosa: uma toalha de mesa fina, potes de geleia caseira e um conjunto especial de copos de chá.

5. Cavalheiros de Sorte (1971)

Em “Djentlméni udátchi”, a filha de um rei do crime - que tem certeza que ele é cientista - chega a uma dátcha (casa de campo), onde os comparsas do pai se escondem da polícia -e, claro, são para ela cientistas.

Ela traz um bolo, uma cena completamente tradicional russa: se você for visitar alguém, não chegue de mãos vazias, leve sempre algo “para o chá”.

6. É impossível! (1975)

Nos filmes sobre a vida durante a era da NEP (Nova Política Econômica), as protagonistas ostentam vestidos modernistas da década de 1920 e não querem perder o clássico chá da tarde com samovár. O absurdo da cena ociosa em “Ne mojet bit!” é dobrado pela polícia, que chega para prender o protagonista - cuja esposa começará imediatamente a arrumar todas as coisas dele e, depois, vender suas propriedades.

7. Portão Pokróvski (1983)

Em “Pokróvskie vorôta”, filme icônico e extremamente engraçado, mostram-se as relações “de alta moral” entre a tradutora Margaríta Pávlovna, seu ex-marido intelectual Lev Khobotov e seu atual marido proletário, Sávva Ignatitch. A “Tríplice Aliança” bebe chá junta, surpreendendo os vizinhos em seu apartamento comunal.

LEIA TAMBÉM: Por que os russos bebem tanto chá (e quase sempre com limão)?

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies