O degelo da primavera em Moscou; veja fotos

A primavera na Rússia chega devagarinho. Tanto é que a estação já foi descrita pelo dramaturgo Anton Tchekhov como a “recuperação de uma doença grave”. Fato é que em nenhum outro país do mundo as pessoas aguardam tão ansiosamente – e veneram tanto – a estação das flores quanto os russos.

A primavera na Rússia chega devagarinho. Tanto é que a estação já foi descrita pelo dramaturgo Anton Tchekhov como a “recuperação de uma doença grave”. Fato é que em nenhum outro país do mundo as pessoas aguardam tão ansiosamente – e veneram tanto – a estação das flores quanto os russos.

Oscar W. Rasson
Repórter da Gazeta Russa descreve experiência na estação mais curiosa do ano. Se para muitos a primavera é o momento de colher flores, na Rússia ainda é época de remover a neve das ruas e evitar poças de lama.
A palavra ‘primavera’ evoca paisagens com grama verde, céu azul, pássaros cantando e um clima mais morno. Mas, no caso dos moscovitas, que presenciaram intensas nevascas há apenas duas semanas, a primavera é, pelo menos inicialmente, mais um estado de espírito do que uma nova estação.
Nunca vou esquecer como a novidade do meu primeiro inverno na Rússia virou um momento de desespero ao perceber que teria novamente que lutar contra a neve em meados de maio. Mas, para meus amigos russos, o otimismo sempre impera.
Em muitas partes do país, a última parte da primavera traz consigo uma série de males necessários. À medida que a temperatura sobe acima de zero, a neve começa a derreter, dando origem a um lamaçal só. Não havia um dia sequer em que eu conseguisse chegar ao trabalho sem minhas calças ficarem encardidas, seja por pisar no barro ou levar um banho de lama de um carro em alta velocidade na rua.
Outra tradição da primavera, mais popular no Extremo Oriente russo do que em Moscou, é a alegria de observar as primeiras chuvas. Assim como as crianças no Brasil gostam de correr para fora e se encharcar durante as chuvas de verão, os russos costumam tomar banho de chuva de primavera com um sentimento de gratidão.
Após as primeiras chuvas, é o momento de os pássaros voarem para o norte da Rússia, e as árvores ganharem nova folhagem. Mas tudo leva seu tempo. Em Moscou e na região central do país, essa ‘verdadeira primavera’ chega por volta de abril, enquanto os moradores do Extremo Oriente russo têm que esperar até, pelo menos, maio.
Apesar disso, reina entre os russos a esperança de que um dos invernos mais frios em muitos anos já chegou ao fim.
Até lá, a maior parte da Rússia ainda terá que remover muita neve das ruas antes de esconder as roupas de inverno no fundo do guarda-roupa.