Expulsão de forças polonesas por Moscou completa 407 anos nesta segunda

Monumento a Mínin e Pojárski, em Moscou

shakko / Wikipedia
Russos celebram o Dia da Unidade Nacional todo dia 4 de novembro.

Durante o Tempo de Dificuldades (1598-1613), a Rússia foi governada pela Comunidade Polaco-Lituana, que manteve o país fraco assolado pela fome e com uma série de impostores facilmente manipulados no trono do tsar.

Os moscovitas já haviam se rebelado contra os ocupantes poloneses diversas vezes – chegando a matar 500 soldados em 1606. No entanto, foi somente em 1611 que ocorreu um cerco oficial ao Kremlin, liderado pelo príncipe Dmítri Pojárski e pelo comerciante de Ninji Nôvgorod, Kuzmá Mínin.

Com o prolongamento do bloqueio, os poloneses que não haviam morrido de fome dentro dos muros do Kremlin acabaram se rendendo em 4 de novembro de 1612.

Isso permitiu que a Rússia enfim restaurasse seu tsarismo, com Mikhaíl 1º (o primeiro da dinastia Romanov) assumindo o trono em fevereiro de 1613.

A ocasião é comemorada até hoje como um feriado público na Rússia, atualmente chamado de Dia da Unidade Nacional.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies