Quando carros icônicos da URSS foram expostos em salões internacionais do automóvel

gorkyclassic.ru
Os veículos soviéticos eram raríssimos em exposições no exterior. Mas o Russia Beyond compilou aqui uma lista de exceções.

1. Bruxelas, 1958

A aparição soviética mais bem-sucedida em um salão internacional de automóveis foi em Bruxelas, em 1958, quando o Volga GAZ-21 ganhou o prêmio Grand Prix.

2. Bruxelas, 1958

No mesmo evento em Bruxelas, o carro-chefe da Fábrica de Automóveis de Górki, o Chaika GAZ-13, também veio a público. Embora esses modelos não fossem vendidos em países capitalistas, eram usados em exibições para causar impressão.

3. Londres, 1960

Os fabricantes de automóveis soviéticos surpreenderam o público europeu com seus modelos quanto-maior-melhor à moda norte-americana. Em meio a compactos Fusca e Minis, os Volgas e Moskvitches soviéticos pareciam bem imponentes.

4. Leipzig, 1960

Esta foto do Salão do Automóvel de Leipzig, na Alemanha, mostra que os produtos soviéticos em salões estrangeiros eram geralmente agrupados.

LEIA TAMBÉM: O segredo da Pepsi para desbravar o mercado soviético 

Moskvitches produzidos em massa, Volgas enormes, Chaikas luxuosos e limusines da ZIL eram expostos lado a lado não apenas uns aos outros, mas também de bicicletas ucranianas e ciclomotores moldavos.

5. Londres, 1968

No final da década de 1960, a União Soviética necessitava de moeda estrangeira e, por isso, até tentou vender o ZAZ-966 Zaporojets na Europa. Esses carros econômicos barulhentos não estavam em demanda nem mesmo na URSS. Mas acabaram sendo exportados, ainda que com um nome mais palatável, Ialta.

6. Paris, 1971

Ao exibir o Moskvich-427, uma perua que teve boas vendas na Europa, em um salão do automóvel em Paris, a URSS capturou o espírito da revolução sexual europeia.

7. Nova York, 1973

Quando a URSS comprou uma licença para produzir carros Lada na italiana Fiat, o país ficou inicialmente proibido vendê-los na Europa. Este Jiguli foi exibido em um salão nos EUA, onde foram apresentados por mulheres em biquínis de zibelina.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies