5 mensagens de uma cápsula do tempo soviética de 1967

Jovens abrem, durante o centenário da revolução de 1917, uma cápsula do tempo deixada em 1967 em Novosibirsk.

Jovens abrem, durante o centenário da revolução de 1917, uma cápsula do tempo deixada em 1967 em Novosibirsk.

NGS news
Da vitória global comunista à conquista de Marte, algumas das previsões que os jovens soviéticos fizeram em plena Guerra Fria para serem lidas em 2017.

Na celebração dos 100 anos de revolução russa, descendentes de uma outra era espalhados pelo país inteiro estão abrindo cápsulas do tempo que seus antepassados deixaram em 1967. O Russia Beyond traz algumas das mensagens mais marcantes:

Da cidade de Novosibirsk: a exploração da Lua e de Marte

“Queridos descendentes,

hoje é um dia extraordinário: um século de poder soviético. Parabenizamos calorosamente por esta grande e gloriosa celebração. Sabemos que nosso tempo é interessante, mas o seu deve ser ainda mais. Estamos construindo o comunismo, enquanto vocês vivem sob o comunismo.

Acreditamos que vocês tenham equipado perfeitamente nosso lindo planeta azul, a Terra, explorado a Lua e aterrissado em Marte, que continuem a explorar o espaço, que suas naves espaciais viajaram longe pela galáxia. [Acreditamos] que vocês negociem cooperações científicas e culturais com representantes de civilizações alienígenas.”

Da cidade de Múrmansk: segredos da natureza 

“Demos nosso primeiro passo no espaço, mas vocês provavelmente voem a outros planetas. Vocês descobrirão muitos novos segredos da natureza que ainda são desconhecidos para nós, frearão o poder nuclear, controlarão as forças elementares da natureza a seu gosto, alterarão o clima e plantarão jardins no Ártico.  

Deixem sempre queimar brilhantemente em seus corações a eterna chama das ideias imortais de Lênin, acendida em 1917. Urá!”

Da cidade de Riazan: invejinha dos camaradas

“Vivemos em tempos muito interessantes. Temos boas iniciativas. Muitos de nós estão envolvidos em pesquisas [na Universidade de Riazan]. Gostamos de esportes, teatro, cinema. Por todo o ano acadêmico trabalhamos duro em aulas, laboratórios, salas de estudos. Durante o verão, deixamos as fazendas coletivas e terras virgens e ajudamos a construir clubes e diversos edifícios. Este é nosso semestre de trabalho.

Acreditamos que, em 2017, nosso instituto representará uma instituição maior e melhor de ensino superior que irá treinar os engenheiros do século 21, o século de novas descobertas científicas e façanhas. Então estamos bastante invejosos de vocês, camaradas.”

Da cidade de Arkhânguelsk: proezas na galáxia

“Vocês não terão que ver os edifícios de madeira e as calçadas de Arkhânguelsk. Nossa geração está hoje transformando a cidade. Toda Arkhânguelsk está sendo construída de maneira vibrante, e nós estamos sempre nos andaimes.

Sabemos que vocês viverão melhor que nós, realizarão proezas na galáxia e farão da Terra uma beleza. Estamos com um pouco de inveja de vocês celebrando o centenário da Pátria Soviética. Temos um objetivo claro, um futuro brilhante, muito trabalho. Sabemos onde colocar nossas mãos, nossas mentes, corações e energia.”

Região de Maikop, na Adigueia: triunfo planetário do comunismo

“Dos tempos retrógrados da Rússia tsarista, a fraca Adigueia, nossa região, tornou-se uma área de avanço da agricultura socialista, da indústria desenvolvida, da alfabetização universal e da alta cultura.

Quanto ao cinquentenário que se aproxima, acreditamos que ele trará a vitória decisiva do progresso do homem em sua luta contra o inimigo declarado de todos os povos: o imperialismo. Armados com a teoria marxista-leninista, com o poder da providência científica, sabemos que o comunismo será construído. Que o século 21seja o século do triunfo do comunismo por todo o planeta.”

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Leia mais