De cosmonautas a espiões, os super-heróis da URSS

Dmítri Dívin
Conheça os mais famosos ‘Batmans’ soviéticos, que estimulavam as crianças a seguir os preceitos da ideologia do regime.

1. Timur e sua turma

Criado pelo famoso escritor infantil na União Soviética, Arkádi Gaidar, o jovem Timur, da história “Timur e sua turma” (1940), é a pura imagem do desbravador que faz boas ações de forma desinteressada pelo bem da sociedade.

Ilustração: Dmítri DívinIlustração: Dmítri Dívin

Aparato: Lenço e insígnia de bandeirante, trompete e tambor.

Superpoderes: Coragem, determinação, bondade, justiça e honestidade.

Inimigos: Vândalos e ladrões que atacavam à noite os jardins das datchas (casas de campo).

Façanha: Comandava um esquadrão de crianças que ajudava secretamente as famílias de veteranos do Exército Vermelho, os idosos e os doentes. Os rapazes cortavam madeira e iam buscar água em poços.

Lema: “Todos estão tranquilos. Assim, também estou!”

Herança: Na sequência da publicação do livro, começou no país um movimento inspirado por Timur, com a formação de esquadrões de voluntários. Havia mais de 2 milhões de seguidores de Timur durante a URSS.

 

2. Maltchich-Kibaltchich

Esse menino camponês de apenas 12 anos é também fruto da criação de Gaidar. O personagem é protagonista do livro “Relato sobre o segredo de guerra, sobre Maltchich-Kibaltchich e sobre a firmeza de sua palavra” (em tradução livre), de 1933.Ilusração: Dmítri DívinIlusração: Dmítri Dívin

Aparato: Gorro do Exército Vermelho, sabre, bandeira, camisa com cinturão militar, e os pés sempre descalços.

Superpoderes: Bravura, capacidade de guardar um “segredo de guerra”.

Inimigos: A burguesia, que era ‘a personificação do capitalismo europeu’. No livro, por exemplo, o personagem Maltchich-Plokhich é visto como um covarde que traiu seu companheiro por um pote de geleia e uma cesta de bolinhos.

Façanha: Ajudava os soldados do Exército Vermelho a lutar contra os burgueses. Por causa de uma traição, foi preso, torturado e morto, mas sem revelar qualquer segredo de guerra.

Lema: “Devemos aguentar o dia todo e seguir em pé a noite inteira!”

Herança: Vários filmes de animação foram baseados nesta história. Em 1972, ao lado do Palácio dos Pioneiros, em Moscou, foi inaugurado um monumento em sua memória.

3. Tchapáiev

Herói da Guerra Civil na Rússia (1917-1922), Vassíli Tchapáiev era um líder popular sem nenhuma formação militar. Este personagem histórico real se tornou famoso, porém, graças ao filme dos irmãos Vassíliev intitulado “Tchapáiev” (1934).Ilustração: Dmítri DívinIlustração: Dmítri Dívin

Aparato: Capote, gorro caucasiano, bigodes largos e um saca-rolhas.

Superpoderes: Valentia, coragem, habilidade com o sabre e fiéis companheiros – o soldado Petka, Exército Vermelho, e a atiradora Anka.

Inimigos: Soldados do Exército Branco e invasores estrangeiros.

Façanha: Durante a batalha em Ufá, foi ferido na cabeça, mas continuou lutando. Teria morrido em virtude de um ferimento no braço, ou, segundo outra versão, afogado em um rio.

Lema: “Eu sou Tchapáiev! Largue a arma!”

Herança: Tchapáiev se tornou um personagem muito popular em filmes, livros, músicas e até mesmo jogos de computador. Várias cidades russas levam seu nome.

 

4. Iúri Gagárin

Também personagem real, Gagárin foi o primeiro homem a viajar ao espaço.Ilustração: Dmítri DívinIlustração: Dmítri Dívin

Aparato: Macacão laranja, com capacete hermético e inscrição “URSS”, além do foguete Vostok-1.

Superpoderes: Segundo documento da comissão médica, a palavra favorita de Gagárin era “trabalho. Realiza os treinamento com facilidade e tem uma memória excelente”.

Inimigos: Não possui inimigos – pelo menos, não oficialmente.

Façanha: Em 12 de abril de 1961, realizou o primeiro voo ao espaço da história. Deu uma volta à Terra em 1h48 e pousou novamente no planeta com toda segurança.

Lema: “Vamos lá!”

Herança: Graças ao histórico voo, o Dia da Cosmonauta passou a ser celebrado em 12 de abril.

 

5. Stirlitz

Max Otto von Stirlitz é um espião soviético inventado que se infiltra nos órgãos de poder da Alemanha em 1945. Protagonista do romance de Iulian Semiónov ficou especialmente famoso após o surgimento da série de televisão “Dezessete momentos de uma primavera”, em 1973.Ilustração: Dmítri DívinIlustração: Dmítri Dívin

Aparato: Uniforme da SS (“Tropa de Proteção” ligada ao partido nazista), desenhado por Karl Diebitsch, e automóvel da marca Horch.

Superpoderes: Tem um caráter nórdico e contido, e é um grande pai de família.

Façanha: Frustrou as negociações secretas entre o governo do Terceiro Reich e o Ocidente.

Inimigos: Heinrich Müller, chefe da Gestapo.

Lema: “Entre todas as pessoas que vivem neste mundo, as que eu mais gosto são os idosos e as crianças.”

Herança: Tornou-se personagens de diversas histórias populares.


 

 6. Tio Stiopa, o policial

Personagem extraído do poema Tio Stiopa, do escritor soviético Serguêi Mikhalkov, Stepan Stepánov ajudava bombeiros, serviu na Marinha e trabalhava como policial.

Ilustração: Dmítri DívinIlustração: Dmítri Dívin

Aparato: Uniforme da Polícia, pistola, quepe, casaco, e chapa com o emblema da URSS no cinturão.

Superpoderes: Bondade e muito amor pelas crianças, que o chamavam de gigante, torre, ou semáforo devido à sua estatura.

Inimigos: Vândalos e engarrafamentos nas ruas.

Façanha: Ajudava idosas a atravessar, consertava semáforos, evitou atos de vandalismo na loja de brinquedos Detski Mir, e trouxe a uma mãe o seu filho perdido, entre outros feitos.

Lema: “Eu trabalho na polícia, porque este é um serviço muito importante!”

Herança: Após a exibição dos desenhos animados em 1964, as fábricas de doces da URSS começaram a produzir chicletes com o nome do carismático policial.

 

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail?
Clique aqui para assinar nossa newsletter.

Todos os direitos reservados por Rossiyskaya Gazeta.