Ursos polares se apoderam de estação meteorológica abandonada em Tchukotka 

Dmitry Kokh
Cientistas deixaram a região há 30 anos. Agora a vida selvagem tomou o lugar deles.

Uma estação meteorológica abandonada na Ilha Koliutchin, no mar de Tchuktchi, tornou-se lar e playground para ursos polares curiosos. Fotos impressionantes da vida selvagem foram publicadas pelo fotógrafo russo Dmítri Kokh.

Esta foto de um urso polar em uma janela, intitulada Temporada de Dátcha, ganhou recentemente o título de melhor imagem da vida selvagem em ambiente antropogênico, em um concurso organizado pela National Geographic.

A Ilha Koliutchin está localizada no nordeste da Rússia, na região de Tchukotka. O assentamento mais próximo fica a pouco mais de 14 quilômetros por via marítima, mas o mar ao redor da ilha fica coberto de gelo por cerca de nove meses ao ano.

Não há atualmente vilarejos residenciais na Ilha Koliutchin, embora os arqueólogos tenham descoberto que esses lugares eram habitados há 1.500 anos.

Em 1934, cientistas soviéticos construíram nesta área uma estação polar da Rota do Mar do Norte. A base funcionou até 1992, e a ilha foi então abandonada.

Agora, esta estação abandonada e as casas de madeira dos exploradores polares são as principais atrações da ilha.

Após o fechamento da estação, animais e pássaros recuperaram seu habitat natural. Às vezes recebem a visita de cientistas ou pesquisadores, bem como turistas ocasionais.

Além de ursos polares, morsas e uma variedade de espécies de aves do Ártico também vivem na região.

“As pessoas vêm e vão, mas as feras sempre vão morar aqui”, comentam os visitantes nas redes sociais.

Confira abaixo imagens dos ursos polares capturadas por drones:

LEIA TAMBÉM: Como os russos lidam com ursos supercuriosos (ou simplesmente famintos)

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies