10 animais russos que você precisa seguir no Instagram

mansurbear; hosico_cat; raccoon.tema
Gatos bochechudos, cães de resgate e até ursos aviadores. Perfis nas redes sociais expõem a vida maravilhosa desses animais em um mundo de humanos.

1.Gato Hosico

Um dos gatos mais populares do mundo é russo, embora tenha um nome japonês. Seus proprietários, Roman e Ksênia, moram em Moscou e fazem vídeos e fotos engraçados sobre a vida descontraída desse vermelho Scottish Straight muito carismático. O nome Hosico, que significa criança estelar em japonês, foi sugerido por sua filha. Também foi ela quem sugeriu abrir um perfil para o gato, que hoje acumula quase dois milhões de seguidores. Com isso, Hosico coleciona recebidos de parcerias com fabricantes de rações, brinquedos e pet shops.

2. Guaxinim Tioma

Quando Tioma sai para passear com sua tutora Elena na cidade siberiana de Kemerovo, ele imediatamente se torna o centro das atenções de todos os transeuntes. Mas isso não parece incomodá-lo nem um pouco: o bichinho já tem mais de 320 mil seguidores no Instagram, então, está acostumado com a fama. Tioma apareceu na casa de Elena por acaso, quando tinha pouco menos de três meses, e ela decidiu adotá-lo. Neste verão, o guaxinim fez sua primeira grande viagem pela Rússia e visitou o Mar Negro.

3. Zibelina Umora

Umora nasceu em uma fazenda de peles e era apenas um bebê quando foi comprada em 2018 pela moscovita Evguênia. “As condições em que Umora era mantida eram nojentas. Os animais passam até oito meses em gaiolas pequenas e sujas”, lembra a jovem. Mas por que e como ela conseguiu adotar uma zibelina? Segundo ela, a ideia era salvar pelo menos uma vida. O blog de Umora conta agora com 230.000 seguidores. Em suas postagens nas redes sociais, Evguênia fala aos seguidores sobre zibelinas e sua personalidade (às vezes ariscos, outras incrivelmente fofos) e sobre como salvar outros animais.

4. Corgi Ríji

Este adorável Corgi chamado Ríji (do russo, ruivo) era um cão policial de Níjni Novgorod que, após sete anos de serviço, se aposentou para um merecido descanso. Ríji ajudava os policiais de tráfego a encontrar drogas, tarefa na qual já fazia muito sucesso. Agora ele está empenhado em seu perfil no Instagram, que já possui mais de 20.000 seguidores. Também está tentando uma carreira no cinema e participou de filmagens.

5. Gato Mostik

Você já viu um gato mais sério que este? Certo dia, ele simplesmente apareceu no canteiro de obras da ponte da Crimeia e se instalou ali, tornando-se um membro de pleno direito da equipe de construção. O gato Mostik (do russo, pequena ponte) recebeu um capacete e foi nomeado a um cargo administrativo para supervisionar um departamento inteiro que consistia em uma gaivota chamada Valera, um golfinho chamado Maksim, uma lagarta chamada Oksana e vários outros personagens. Após a conclusão das obras, Mostik virou correspondente da agência RIA Novosti na Crimeia - e tem até crachá de imprensa.

6. Puma Messi

Este puma, que deve o seu nome ao famoso jogador de futebol argentino, vive em Penza com seus tutores Maria e Aleksandr. Eles viram Messi em um zoológico quando o animal tinha apenas três meses: estava doente e magro, mas o casal se apaixonou à primeira vista e decidiu comprá-lo do dono do zoológico.

Apesar do tamanho avantajado, ele se comporta como um grande gato: boceja, dorme sobre as coisas dos tutores e tem certo medo do aspirador. Maria e Aleksandr recebem ajuda frequente de treinadores de animais e veterinários. No início, eles moravam em um apartamento de um cômodo, mas depois se mudaram para uma casa com um jardim grande, onde Messi tem espaço suficiente para circular o quanto quiser. Atualmente reúne cerca de 1,5 milhão de seguidores no Instagram.

7. Pantera Luna

A chegada de Luna à casa da zoóloga siberiana Victória começou com a visita de um zoológico itinerante. Durante a passagem por sua cidade, uma pantera negra deu à luz um filhote e se recusou a alimentá-lo. O filhote estava ficando mais fraco a cada dia que passava, e a equipe do zoológico pediu ajuda a Victória. Ela levou o filhote para casa e começou a alimentá-lo com uma mamadeira.

Nesse ínterim, o zoológico acabou indo embora e a pequena pantera chamada Luna ficou com a zoóloga. Em casa, Luna ganhou mais um amigo, o Rottweiler chamado Venza. Com um ano agora, a pantera já está maior que Venza, mas pensa que ainda é uma gatinha. Não é à toa que ela tem mais de 500.000 seguidores.

8. Miniporca Giuseppa

Esta miniporca superfotogênica, chamada Giuseppa, vive em Iekaterinburgo. Sua tutora, Anastassia, admite que sempre quis ter um porco miniatura em casa e ficou muito feliz quando conseguiu um. Giuseppa pesa apenas 7 quilos, dorme muito, adora tomar sol e pede comida o tempo todo. E ela já tem um exército de fãs.

9. Urso Mansur

O urso Mansur apareceu em um campo de aviação quando era apenas um filhote: assustado e com fome, ele saiu da floresta e chegou aos humanos. Os pilotos o alimentaram, deram abrigo e permitiram que ele ficasse nas instalações. Depois de um tempo, o urso tornou-se tão apegado às pessoas que não queria voltar para a natureza.

Atualmente ele mora na região de Kaluga, em uma enorme jaula a céu aberto com piscina em uma floresta, e assim como na infância, adora brincar com seu “pai adotivo”, o piloto Andrei.

10. Urso Stepan

Olhando para essas fotos, é possível acreditar que toda família russa tem um urso em casa. Stepan se juntou ao casal Svetlana e Iúri, de Moscou, quando tinha três meses, e agora já está com 28 anos. Juntos, eles assistem a TV, bebem chá, jogam bola e caminham no mato. Stepan também já participou de filmes publicitários.

LEIA TAMBÉM: Como geneticistas siberianos domesticaram raposas

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies