Equador planeja importação de vacina russa contra covid-19

Carol Smiljan/Global Look Press
Segundo presidente eleito Guillermo Lasso, acordo sobre a transação será assinado em breve.

O futuro governo do Equador pretende importar a vacina russa contra o coronavírus Sputnik V, de acordo com o presidente eleito do país, Guillermo Lasso.

“A vacinação é uma prioridade. Assinaremos um acordo com a Rússia para o fornecimento da vacina Sputnik V para reforçar nosso plano [de vacinação]. Agradecemos às autoridades russas por sua abertura e boa vontade”, declarou o presidente eleito. 

No final de abril, Lasso enviou uma carta ao presidente russo, Vladimir Putin, pedindo-lhe que ajudasse o país sul-americano na compra de medicamentos contra o coronavírus.

A campanha de vacinação contra a covid-19 começou no Equador em 21 de janeiro. Estão sendo utilizadas vacinas da Pfizer, AstraZeneca e Sinovac Biotech. Até agora, 265 mil pessoas foram vacinadas com as duas doses e pouco mais de um milhão recebeu apenas a primeira dose de uma das vacinas.

LEIA TAMBÉM: Produção da Sputnik V começará no Brasil antes mesmo de aprovação pela Anvisa

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies