Quanto custa para construir uma tradicional tenda de pastor de renas?

Nômade no distrito autônomo de Iamália-Nenets

Nômade no distrito autônomo de Iamália-Nenets

Getty Images
À primeira vista, a moradia de um pastor de renas nômade pode parecer feita de qualquer material disponível. Mas a verdade é que essas tendas, conhecidas como tchum, são um tipo de construção onerosa que consome economias pela vida toda.

Já imaginou viver em uma casa que precisa ser desmontada e remontada todo mês? Isso é exatamente o que fazem os povos indígenas do Extremo Norte russo. Assim como centenas de anos atrás, muitos deles são pastores de renas nômades e viajam juntos de um lugar para outro levando suas casas consigo. Conheça abaixo como são os tchum, essas tendas dos pastores de renas, e de quanto dinheiro uma família precisa economizar para construir um. 

Tchum em Iamal

Casa construída em uma hora

O tchum é uma espécie de casa móvel para nômades. Os invernos no Extremo Norte são extremamente frios e longos, principalmente na tundra, onde há poucas árvores. Por isso, o tchum deve ser não apenas fácil de montar e carregar, mas também quente por dentro e resistente a ventos.

Em teoria, a construção é bem simples. O esqueleto é feito de mastros de abeto, fixados em cone e forrados com pele de rena no inverno e lona no verão.

Veja aqui como se constrói um tchum:

Demora cerca de uma hora para montar um. Essa tarefa é tradicionalmente realizada por mulheres, mas, nos dias de hoje, a regra não é tão respeitada: montar a tenda juntos torna o processo muito mais rápido. Em 2018, o serviço de montador de tchum foi oficialmente registrado como atividade profissional.

Preparando café da manhã em tchum na vila de Gornokniazevsk, em Iamal, 2018

O espaço central dentro de um tchum é ocupado pela lareira, ou seu equivalente moderno, um fogão de metal que é usado para cozinhar, mas também fornece calor. A fumaça sai por um buraco no topo da tenda. Ao redor do forno é colocado um piso de tábuas de madeira cobertas com peles de rena. Se necessário, o tchum pode ser dividido em salas separadas. Quanto maior for a família, maior será sua tenda; e, por sua vez, mais mastros e peles de rena serão necessárias para construí-la. Um único acampamento nômade pode ter vários tchums, já que hoje em dia os pastores de renas costumam trabalhar em equipes.

Trenós chamados “narti” em Iamal

Quando chega a hora de migrar, todos os itens do interior são empacotados e colocados sobre trenós (chamados narti). No dia da partida, o tchum em si é desmontado — processo que costuma levar cerca de meia hora para um pastor experiente.

Veja aqui como desmontar um tchum:

Os nômades se mudam com frequência para evitar que seus rebanhos consumam toda a já escassa vegetação da tundra. Durante o inverno, isso significa mudar uma vez a cada três ou quatro semanas; e uma vez a cada duas semanas no verão.

As rotas são mais ou menos as mesmas ao longo do ano, de modo que os moradores podem se orientar facilmente pela tundra, mesmo sem navegadores — embora, atualmente, também usem dispositivos modernos.

Tchum em Khanti coberta com lona, na ​​região de Tiumen

Os pastores de renas também possuem motoneves, geradores elétricos para carregar seus telefones e laptops, bem com walkie-talkies para chamar helicópteros-ambulâncias ou equipes de resgate em caso de emergência.

Como comprar um tchum?

Apesar de toda a aparente simplicidade, a tchum é bastante cara. Primeiro, é preciso encontrar árvores na tundra para fazer a estrutura. Dependendo do tamanho, a tchum requer de 25 a 40 troncos. Além disso, estes não duram para sempre e depois de um tempo começam a apodrecer, precisando ser cortados ou substituídos (o que é bastante oneroso). Quanto mais baixo é o tchum, mais antigos são seus troncos. 

Tchum na região de Irkutsk

Em seguida, é preciso peles de rena. Quanto mais peles, mais quente é o tchum e mais rica é a família. Considerando que as temperaturas do inverno em Iamal e Tchukotka podem cair para 50ºC abaixo de zero, as famílias dos pastores de renas consideram o couro de rena um investimento essencial. Eles economizam por vários anos e depois os repassam para seus filhos. Na ausência de peles de rena, um tchum pode ser coberto com lona no verão (ou antes que as lonas fossem inventadas, a versão de verão era coberta com casca de bétula).

Tchum coberto com casca de bétula em Iamal, 1936

Em média, um tchum necessita de cerca de 60 a 80 peles de rena, cada qual custando pelo menos 10.000 rublos (R$ 735). Nenhum criador de renas poderia comprar tantas peles de uma vez, porque simplesmente não haveriam mais renas. Além disso, as peles também são necessárias para fazer roupas e botas.

Se no passado os nômades faziam seus próprios tchums, hoje uma jovem família de pastores de renas pode comprar tudo o que precisa para um. Em média, um tchum custa um milhão de rublos (R$ 73.500), incluindo materiais de construção e forno.

Dia do Pastor de Renas no distrito autônomo de Khântia-Mânsia

Com tal quantia é possível comprar um apartamento ou construir uma casa nessa região do país. Muitos nômades possuem apartamentos comuns, onde passam as férias ou vivem quando aposentados. Esses imóveis são obtidos graças a benefícios e subsídios do Estado. Porém, para trabalhar na tundra, é imprescindível ter uma casa móvel; por isso, a prioridade da família é economizar para um tchum, que será usado na maior parte do ano.

LEIA TAMBÉM: 7 tipos de moradias tradicionais na Rússia

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies