Cristina Kirchner, vice-presidente da Argentina, recebe vacina russa Sputnik V

Twitter de Cristina Kirchner @CFKArgentina
Presidente do país latino-americano, Alberto Fernández, também já recebeu primeira dose. País foi o primeiro no continente a aprovar uso emergencial do imunizante russo.

A ex-presidente e atual vice-presidente da Argentina, Cristina Fernández de Kirchner, recebeu no domingo passado (24) a primeira dose da vacina russa contra covid-19 Sputnik V, segundo informação divulgada em sua conta no Twitter.

“No Hospital Presidente Perón de Avellaneda, vacinando-me com a Sputnik V. Com isso, não estou apenas cuidando de mim, mas também dos demais. Obrigado aos profissionais de saúde pelo enorme esforço que estão fazendo nesta pandemia”, escreveu Kirchner.

Três dias antes, o presidente argentino Alberto Fernández também recebeu a primeira dose da Sputnik V. A campanha de inoculação contra covid-19 começou no país em 29 de dezembro.

As autoridades argentinas aprovaram, no final de 2020, o uso emergencial da vacina russa, tornando Argentina se tornou o segundo país, depois da Bielorrússia, a aprovar oficialmente o a Sputnik V. O primeiro avião com 300 mil doses do imunizante chegou à Argentina no final de dezembro. Em meados de janeiro, a Rússia enviou o segundo lote da vacina ao país.

LEIA TAMBÉM: Vacina russa já começou a ser produzida no Brasil e poderá ser exportada, diz farmacêutica

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies