Fazendeiro da Iakútia cria sutiã para vacas; veja vídeo

O gado dele continua a pastar mesmo quando faz 60 graus Celsius negativos, e a vestimenta ajuda as vacas a não terem as mamas congeladas.

Nesta época do ano faz cerca de 45 graus Celsius negativos em Oimiakon, na Iakútia, um dos lugares mais frios do mundo. Por isso, o criador de vacas local Nikolai Atlasov decidiu criar uma peça incomum para seus animais, segundo divulgou o jornal Siberian Times.

“Eu sou caçador, minha família tem cinco vacas e elas são o nosso ganha-pão. Elas passam os invernos em um galpão, mas todos os dias, vão para fora, mesmo que a temperatura seja de 60 graus Celsius negativos”, diz Atlasov.

Assim, para que as vacas não congelem, ele criou "sutiãs" quentes para elas. As peças são fixadas nas vacas com três correias. O “sutiã” mantém o úbere aquecido e preserva o leite, segundo os moradores locais.

No inverno de Oimiakon a temperatura pode cair abaixo dos 60 graus Celsius negativos. O “recorde de congelamento” foi estabelecido em 1933, com uma temperatura de 67,7 graus Celsius negativos.

LEIA TAMBÉM: Para dirigir a 50 graus Celsius negativos, russos chegam até ‘vestir’ carros

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies