Por que a Rússia é tão cinza?

Legion Media
Quando você mistura a história soviética com o clima severo local, a coisa fica cinza.

Qualquer pessoa que já teve a sorte de viajar para além das cidades turísticas russas se pergunta por que alguns lugares parecem tão cinzentos.

Quem já viu os bairros residenciais soviéticos típicos sabem do que estamos falando.

Algumas dessas fotos parecem ter sido dessaturadas no Photoshop... Exceto que elas não foram!

Arquitetura utilitarista

“Os russos têm uma história recente de arquitetura utilitária (ou seja, simplesmente constroem um monte de blocos de prédios quadrados e cinzentos, porém eficientes). Portanto, mesmo se as ruas estivessem limpas e os prédios bem conservados, ainda teria um visual bem horrível ”, diz um usuário russo do Reddit ao explicar por que a Rússia é tão cinza.

Após a guerra, a União Soviética enfrentou um problema: as cidades estavam superlotadas e havia uma grande escassez de moradias com o êxodo rural.

No início dos anos 1950, as autoridades soviéticas resolveram o problema da escassez de moradias construindo rapidamente vários blocos habitacionais baratos e semelhantes de edifícios pré-fabricados feitos com painéis de concreto. Eles ficaram conhecidos como khruschióvkas - em homenagem ao então líder soviético Nikita Khruschov.

White people’s problems

Fáceis de construir, as kruschióvkas resolveram efetivamente o problema de habitação, mas acabaram criando outras questões – que não parecem, no entanto, nada graves em países de terceiro mundo com populações miseráveis desabrigadas.

“Os prédios que acomodam a maioria da população são destinados apenas à habitação, nada mais. Depois de sair de casa, um morador de uma área residencial deseja sumir dela o mais rápido possível - seja para o trabalho ou para o centro comercial e de entretenimento mais próximo. Daí os enormes engarrafamentos”, explica Vitáli Stadnikov, professor da Escola Superior de Estudos Urbanos da HSE (Escola Superior de Economia de Moscou), em artigo de 2016.

Vale lembrar, porém, que as khruschióvkas são parecidíssimas com os predinhos baixos finlandeses e suecos, com a única diferença de que são bastante descuidados - nesses países que seguem uma política social-democrata, também é uma prioridade, como o era na União Soviética, que toda a população tivesse um teto para chamar de seu. 

Uma típica khruschióvka em Kazan.

“As áreas residenciais construídas com edifícios de vários andares causam enormes danos à cidade. Eles formam um ambiente desolador e deprimente”, diz o especialista.

Industrialização

Muitas pessoas notem que alguns lugares na Rússia parecem mais cinzentos que os outros. A razão disso é, muitas vezes, a maior concentração industrial.

Há cidades na Rússia que existem somente em torno de certas indústrias. Por exemplo, a cidade fechada de Norilsk é conhecida por seu clima severo e localização remota, onde as noites polares se prolongam por mais de um mês anualmente, o verão é curto e o solo permanece coberto de neve até o final da primavera. Ela foi planejada na década de 1920, quando o governo soviético decidiu explorar e utilizar os ricos recursos minerais da região e, desde então, continua a ser um centro de mineração industrial.

Norilsk.

A série de fotos “Dias de Noite - Noites de Dia” é sobre a vida diária dos habitantes de Norilsk (que fica 2.880 quilômetros a nordeste de Moscou). Ao norte do Círculo Polar Ártico, ela tem uma população de mais de 170.000 pessoas.

A poluição é o principal motivo da má aparência geral da cidade. Mas o céu também costuma ser cinza e as longas noites polares não melhoram nada as coisas.

Uma mina industrial em Norilsk.

A poluição, adicionada à feia arquitetura utilitária soviética é a razão por que alguns lugares na Rússia são tão cinzentos.

Norilsk.

Clima severo

Mesmo cidades muito bonitas podem parecer cinzentas de vez em quando. Por exemplo, Moscou ou São Petersburgo - os dois destinos turísticos mais populares da Rússia. Esses lugares são notoriamente escuros no inverno, pois na maioria das vezes o sol não consegue penetrar nas nuvens.

Em dezembro de 2018, Moscou teve apenas seis minutos de sol durante todo o mês! Durante o resto do mês, a cidade ficou envolta em nuvens. A quantidade média de luz solar que a cidade recebe em dezembro é de decepcionantes 18 horas.

Em São Petersburgo, parece lei entre os moradores vestir-se de cinza o tempo todo e levar um guarda-chuva para todo lado.

Também há cidades na Rússia onde o sol não nasce por mais de um mês.

VEJA TAMBÉM: Como os russos se vestem quando está -50°C lá fora?

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies