Como funciona o transporte público na Rússia quando está -50°C lá fora?

Região de Omsk, Sibéria

Região de Omsk, Sibéria

Aleksêi Malgavko/Sputnik
A vida nas cidades no norte da Rússia não para, mesmo com temperaturas extremamente baixas. Além do mais, o transporte público é tão conveniente que muitos moradores locais o preferem a dirigir seus próprios carros.

Invernos rigorosos e nevascas severas são bastante comuns nas regiões da Rússia que estão além do Círculo Polar Ártico. Em Iakutsk, Norilsk e Vorkuta, o inverno chega já em meados de outubro, e nessa época, muitos motoristas deixam de usar veículos particulares para andar de transporte público, já que dirigir o próprio carro acaba ficando caro. Mas como os ônibus urbanos funcionam nessas condições extremas?

Ônibus em Iakutsk

Pontos tecnológicos

Em Iakutsk, com mais de 300.000 habitantes, é a maior cidade construída sobre permafrost, e a temperatura média no inverno gira em torno de -45°C a -50°C. Uma característica peculiar de Iakutsk é que a cidade tem uma grande variedade de rotas e pontos de ônibus – muitos deles estão localizados a apenas 200 metros um do outro. O transporte público é frequente, e uma viagem dos subúrbios ao centro não leva mais de meia hora. Além disso, é possível rastrear on-line onde cada ônibus está.

Ponto fechado e aquecido em Iakutsk

Iakutsk possui quase três dúzias de pontos de ônibus tecnológicos – são pavilhões cobertos e aquecidos com janelas. No interior, estão equipados com assentos, monitores de informação e câmeras que mostram os ônibus que se aproximam.

Névoa de inverno em Iakutsk

Alguns desses pontos também têm sinal Wi-Fi municipal, tomadas para carregar dispositivos, caixas para sacar dinheiro e até máquinas de venda automática de café.

Ponto de ônibus em Omsk

O mesmo tipo de estrutura existe em Omsk, Surgut e Norilsk. Para evitar que os custos de manutenção dos pontos tecnológicos sobrecarreguem o orçamento da cidade, partes dessas instalações são alugadas para empresas, e muitos pontos acabam funcionando também como farmácia ou floricultura.

Em Kemerovo, os pontos de ônibus são abertos, mas têm aquecedores infravermelhos integrados automaticamente acionados quando a temperatura cai abaixo de -5°C.

Aquecimento interno

De acordo com as regulamentações do governo, durante o inverno, a temperatura dentro do transporte público não pode estar abaixo de 10°C quando estiver abaixo de -25°C fora, e não inferior a 5°C quando a temperatura externa atingir -40°C.

Novos modelos de ônibus em Iakutsk

Em Iakutsk, os ônibus são equipados com janelas de vidro duplo no inverno para proteger os passageiros do frio. Além disso, este tipo de janela não acumula vapor ou gelo, de modo que os passageiros podem acompanhar o trajeto.

Para evitar que os ônibus parem de funcionar, eles são equipados com sensores de temperatura Webasto que aquecem o motor; os motores também são enrolados em um cobertor específico durante a noite que os impede de congelar. A maior parte do transporte público dessas cidades não funciona com gasolina, mas com gás metano.

Колорит якутских автобусов

Posted by Не сидится - Клуб желающих переехать on Sunday, March 3, 2019

Os novos modelos são equipados com aquecedores superpotentes e piso aquecido, enquanto os antigos possuem carpete para manter as pessoas aquecidas.

Através do gelo

Muitas cidades do norte da Rússia (Iamal, Kamchatka e Tchukotka, por exemplo) têm travessias de gelo no inverno.

Península de Kamtchatka

Nesse locais, é preciso um tipo de transporte público totalmente diferente: embarcações com almofada de ar que transportam as pessoas de um lado a outro de um rio congelado. Esse veículos funcionam até bem depois do início da primavera, quando o gelo já está praticamente desaparecendo. Essa embarcação pode levar, em média, 10 pessoas com bagagem.

LEIA TAMBÉM: Por que diabos alguns russos usam apenas camiseta (ou nem isso) em pleno inverno?

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies