Moscovitas terão que enviar códigos QR e SMS para frequentar bares e casas noturnas

Pixabay
Prefeito da capital russa, Serguêi Sobiânin lamentou necessidade de reimpor restrições. Dados coletados ajudarão a rastrear possíveis focos de disseminação.

Uma nova restrição entrou em vigor em Moscou nesta segunda-feira (19), na tentativa de conter o avanço do novo coronavírus: bares e discotecas da capital só estarão acessíveis a quem tiver cadastrado seu número de telefone por QR code ou SMS.

Segundo o prefeito da cidade, Serguêi Sobiânin, o fechamento parcial desses estabelecimentos é justificado pelo aumento dos casos de covid-19 nos últimos dias.

“Não queríamos adotar essa medida. Não queríamos dar esse passo. Em última análise, esta indústria também faz parte da economia da cidade”, disse o prefeito. A experiência foi anunciada após consulta com representantes do setor.

Agora, o acesso de colaboradores e clientes dos estabelecimentos em questão, que funcionam da meia-noite às 6h da manhã, só é possível mediante registro. Com isso, pode-se rastrear os visitantes em caso de surto ligado ao estabelecimento.

LEIA TAMBÉM: Vacina Sputnik V deve chegar à América Latina em dezembro

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies