Existe algo como “caráter russo”? Pesquisa tenta responder qual seria tipo nacional

Getty Images
A maioria dos russos acreditam que haja traços comuns de comportamento que unem todos os nascidos no país. Pesquisa revelou pontos positivos e negativos.

A maioria dos russos (70%) acredita na existência de um “tipo nacional”, segundo pesquisa recente do centro de pesquisas VTsIOM. Para 20% dos entrevistados, porém, há mais diferenças no comportamento russo do que características semelhantes.

Da bondade ao vício

A pedido de sociólogos, os entrevistados identificaram traços positivos e negativos no caráter russo. A maioria deles (32%) os descreveu como bondosos e compreensivos. Um quarto dos respondentes também citou masculinidade e firmeza, enquanto 18% acrescentaram confiabilidade. Entre as respostas populares também estão disposição para ajudar, companheirismo, patriotismo, sinceridade e otimismo.

O principal traço negativo do caráter russo é, segundo os entrevistados, o vício – especialmente em álcool – citado por mais de 20% deles. Menos de um quinto acrescentou fé em “avôs” e preguiça à lista. Diversos russos ressaltaram ainda paciência excessiva, perdão total e certa crueldade. No entanto, independentemente das respostas, mais da metade concordou que há mais traços positivos no caráter russo.

Ao comentar o resultado da enquete, Aleksêi Kózirev, vice-reitor da faculdade de filosofia da Universidade Estatal de Moscou, lembrou o personagem principal do romance de Ivan Gontcharov “Oblomov”, sobre um cara que passa a vida inteira sentado em um sofá e diz que procrastinação é parte do caráter nacional. “Podemos mover montanhas, mas foi preciso um alemão chegar a Moscou e depois o jogamos de volta para Berlim”, diz.

O caráter ‘ocidental’ existe?

Apesar de os russos acreditarem em um caráter nacional, apenas 47% deles pensam que se poderia dizer o mesmo sobre as pessoas nos países ocidentais (Europa e EUA). Entre os que enxergam um ‘caráter ocidental’, as características poderiam ser definidas por responsabilidade, respeito mútuo e pela lei, pragmatismo e racionalidade (7% dos entrevistados). Entre os traços negativos de tal caráter estariam mercantilismo e materialismo em excesso (11%). Alguns respondentes também destacaram que a visão negativa dos russos também está enraizada na “natureza do ocidental”.

Ao falar sobre as diferenças entre russos e “ocidentais”, 38% disse haver mais coisas em comum, enquanto 47% admitiu que ambos eram muito diferentes.

LEIA TAMBÉM: O que é ‘toská’, a angústia russa?

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies