Com clubes fechados, strippers recorrem a delivery de pizza na Rússia

Yakutia.Info
Jovens da cidade de Iakutsk, no leste da Rússia, perderam o emprego em meio ao bloqueio imposto pelo coronavírus. E, embora tenham mudado de área, dançarinas resolveram manter o figurino.

A pandemia global afetou muitas vidas – e as dançarinas de clubes noturnos não são exceção. Com o fechamento temporário dos estabelecimentos, algumas dessas mulheres da República da Iakútia, no leste da Rússia, não desanimaram. Como os serviços de entrega estão aumentando durante os tempos de quarentena, as strippers decidiram fechar um acordo com a rede local de pizzas “CityPizza”. Não demorou muito tempo para a gerência pensar na proposta, e as dançarinas foram contratadas.

“Não há muitas pessoas boas no mercado de delivery atualmente”, diz o diretor da “CityPizza”, Aleksandr Skripin. “Além disso, precisamos nos apoiar em tempos de crise. Seja como for, as dançarinas fazem parte do segmento de pequenas empresas.”

No acordo estabelecido entre as partes, ficou decidido não alterar o traje tradicional das dançarinas, de lingerie e salto alto, acrescentando apenas máscaras e luvas.

Aqui está um vídeo de uma das strippers trabalhando em sua nova função:

As mulheres não correm nenhum perigo, garante a gerência da rede. “Faz ​​20ºC lá fora, e as entregas são feitas exclusivamente de carro. Os motoristas atuam também como guarda-costas”, explica Skripin.

Diante da repercussão, as autoridades de Iakutsk emitiram uma declaração sobre a forma como o serviço está sendo desempenhado.

“Vimos essas fotografias nas redes sociais, como todo mundo. Presumivelmente, todas as entregas são realizadas sem contato e em conformidade com as recomendações de segurança da Rospotrebnadzor [agência de vigilância sanitária da Rússia). A princípio, não vemos realmente nenhuma transgressão”, declarou o porta-voz do prefeito de Iakutsk à rádio Govorit Moskva.

“Do ponto de vista puramente moral e ético, não temos certeza. Mas no que diz respeito à segurança, não foi registrada nenhuma violação”, acrescentou.

Para que as entregas sejam feitas pelas novas funcionários, é preciso, porém, pagar um valor extra 500 rublos (US$ 7), o equivalente a outra pizza de tamanho médio.

LEIA TAMBÉM: Cortar o cabelo? Veja o que os russos mais sonham em fazer quando o isolamento terminar

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies