Como os artistas russos estão retratando a quarentena e o isolamento

Iván Tuzov, Aidan Salajova
Vida cotidiana, sonhos para o futuro e outros temas que inspiram artistas contemporâneos em tempos de pandemia.

Como os artistas russos estão fazendo o tempo passar na quarentena? Como todo mundo, eles ficam jogados em casa ou no próprio estúdio. Mas, ao contrário de outras pessoas, eles continuam criando arte, geralmente de olho nas circunstâncias atuais. O Russia Beyondapresenta uma coleção das respostas artísticas mais oportunas – desde uma visão melancólica pela janela do apartamento até os sonhos do futuro.

1/ Gueórgui Litichevski. 💜 Cosmos

2/ Tania Pioniker. Acedia

3/ Daria Konovalova-Infante. Da série “A vida secreta das coisas”

4/ Ivan Tuzov. Da série “Quarentena”

5/ Andrêi Chkarin. Da série “Sobre o desembaraço gradual e incerto de cidadãos conscientes a partir das medidas de bloqueio”

6/ Grupo MishMash. “Quando a bateria acabar, a internet deixará de me azucrinar com anúncios de máscaras médicas”

7/ Andrêi Biljo. O grande escritor e médico russo Anton Tchekhov, em autoisolamento, tenta ressuscitar uma gaivota morta

8/ Andrêi Chkarin. Da série “Meu jardim”

9/ Anastassia Vermeer. Sem espectadores

10/ Aleksandr Florenski. “Vista da minha janela”

11/ Ales Kotchevnik. Da série “Sob o cobertor”

12/ Aidan Salakhova. Novos santos

13/ Vladímir Potapov. Da série “Crônicas de isolamento”

14/ Valéri Tchtak. Apenas os mortos não morrem

15/ Andrêi Biljo. Inspirado

16/ Diana Wouba. Paisagem imaginária

LEIA TAMBÉM: Texto de Ulítskaia sobre epidemia em Moscou ganha fôlego após 42 anos na gaveta

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies