Primeiro-ministro russo é diagnosticado com coronavírus

Governo Russo/Global Look Press
Mikhail Michústin irá se afastar temporariamente de funções do governo. Rússia registrou nesta quinta novo aumento recorde, superando 100 mil casos.

O premiê russo Mikhail Michústin, 54 anos, testou positivo para coronavírus. A informação foi divulgada durante uma reunião em vídeo com o presidente Vladimir Putin transmitida na quinta-feira (30) pelo canal de TV estatal Rossiya 24.

Michústin, que tomou posse como primeiro-ministro em janeiro, tem desempenhado um papel de liderança na resposta da Rússia à pandemia de coronavírus.

O premiê se afastou de suas funções no governo e irá permanecer em quarentena. O atual primeiro vice-primeiro ministro Andrei Beloussov atuará como primeiro-ministro interino durante sua ausência, de acordo com decreto assinado por Putin.

“Tenho que observar o autoisolamento e seguir as ordens dos médicos. Isso é necessário para proteger meus colegas”, declarou a Putin, acrescentando que estará em contato constante “sobre todas as questões principais”.

Durante a reunião televisionada, Putin reiterou que o que ocorreu com Michústin também poderia acontecer com qualquer um.

O diagnóstico de Michústin ocorre no momento em que o número de infecções por coronavírus na Rússia ultrapassa 100 mil, após novo recorde diário.

Putin passou a trabalhar remotamente desde o início de abril, depois de visitar o hospital destinado a pacientes de covid-19 na região de Moscou. Na ocasião, o presidente chegou a apertar a mão do diretor médico da clínica, que também recebeu mais tarde o diagnóstico de infecção por coronavírus.

Tanto o presidente como outras autoridades do país, além de membros do gabinete e funcionários que têm contato direto com Michústin, são regularmente testados.

LEIA TAMBÉM: Putin está isolado em um bunker? Veja como o presidente está se protegendo do coronavírus

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies