Construído em tempo recorde, novo hospital de Moscou recebe primeiros pacientes de covid-19

Moskva Agency
Estrutura foi erguida em apenas um mês a 50 quilômetros do centro da capital russa. Possui 800 leitos equipados para terapia intensiva, que podem chegar a 900 em caso de necessidade.

O novo hospital de doenças infecciosas de Voronovskoie, construído em apenas um mês para lidar exclusivamente de casos de covid-19, recebeu os 20 primeiros pacientes na terça (21). A informação foi divulgada no site da Prefeitura de Moscou.

A estrutura possui 800 leitos, todos equipados para terapia intensiva, que podem chegar a 900, caso necessário. Atualmente, conta com 500 funcionários e especialistas, mas a previsão é que esse número aumente já nos próximos dias.

Além do laboratório de análises próprio, o hospital também possui um complexo residencial com capacidade para 1.300 hóspedes (em quartos individuais ou duplos), construído especificamente para a equipe médica e de enfermagem, uma vez que o complexo fica relativamente distante do centro da cidade.

O hospital continuará em operação mesmo após o término da epidemia do coronavírus, uma vez que é equipado para tratar vários tipos de infecção.

Até esta quarta (22), a Rússia registrou 52.763 casos de coronavírus, com um aumento de 5.642 nas últimas 24 horas, e 546 mortes. Já foram realizados 2,14 milhões de testes em todo o país. A cidade mais afetada continua sendo Moscou, onde estão concentradas mais da metade das infecções (29.433).

LEIA TAMBÉM: Rússia enviará a Venezuela novo lote de testes para detectar coronavírus

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies