Rússia registra mais de mil casos de coronavírus em um único dia

AP
Moscou e São Petersburgo continuam a ser a cidades com o maior número de diagnosticados com covid-19.

Na última segunda-feira (6 de abril), a Rússia registrou o maior número de casos de coronavírus desde o começo do surto: foram 1.154 novos doentes em 43 regiões do país. Segundo o Centro de Controle do Coronavírus, o número é um recorde diário na Rússia.

O número total de doentes subiu para 7.497 pessoas, enquanto as mortes por coronavírus passaram a 58. Casos de coronavírus já foram registrados em 81 das 85 regiões da Rússia (que são equivalentes a Estados no país).

O maior de infectados continua a ser registrado na capital russa: 697 novos casos em um único dia. Moscou é seguida por São Petersburgo, com 69 infectados, e pela região de Moscou, com 67.

A fim de combater o coronavírus, o presidente russo Vladimir Putin anunciou que o regime de licença remunerada durará até o final de abril. Já o prefeito de Moscou, Serguêi Sobiânin, prorrogou o regime de quarentena até o dia 1° de maio.

Entre outras medidas, o governo adotou novas multas para combater a pandemia: quem violar a quarentena no país terá que pagar entre 15 mil e 40 mil rublos (R$ 1.000 e R$ 2.600) por possibilitar um aumento da transmissão da doença.

LEIA TAMBÉM: “Ninguém nos fornece máscaras e luvas”: as histórias de quem não pode parar em tempos de coronavírus

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies