Rússia prende homem que construiu fronteira falsa com Finlândia

Damschen, D./Global Look Press
Jornada falsa, que incluiu até travessia de lago, custava mais de R$ 10 mil.

As autoridades da Rússia detiveram, na semana passada, um homem que havia forjado um posto de fronteira em uma floresta próxima à Finlândia. O criminoso prometia a trabalhadores migrantes que poderia levá-los à União Europeia.

Com o posto de fronteira falso, o homem conseguiu convencer quatro homens, de origem do sul da Ásia, a pagar mais de US$ 10.000 para a travessia, segundo informou o serviço de guarda de fronteiras russo nesta quarta (4). “O homem jamais planejou cumprir suas promessas”, disse a agência de notícias Interfax.

Marcações falsas, que supostamente delimitavam a fronteira entre Rússia e Finlândia, foram instaladas no caminho. O homem levou o grupo a uma rota tortuosa na região de Viborg, de carro e a pé; em determinado trecho, andaram ao redor de um lago com um barco inflável, “por precaução”, segundo os envolvidos.

Imagens de vídeo mostram os homens em pé entre os pinheiros na escuridão.

Todos os cinco foram detidos. Os migrantes foram multados por um tribunal em São Petersburgo, que ordenou sua deportação. O homem por trás do esquema é proveniente da Ásia Central e poderá ser indiciado por fraude, segundo a imprensa.

LEIA TAMBÉM: Como evitar problemas na alfândega durante uma visita à Rússia

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies