Mais de 80% dos russos acreditam ser possível amizade entre homem e mulher, revela pesquisa

Konstantín Kokoshkin/Global Look Press
Índice é maior entre os mais jovens e os moradores de grandes cidades. Para estes, diferença de idade, renda e nacionalidade também têm menor influência ao se relacionar com amigos.

Embora muitos na Rússia acreditam que a amizade entre um homem e uma mulher é impossível, 82% da população afirma ter um amigo do sexo oposto, segundo pesquisa recente do Centro de Pesquisa de Opinião Pública da Rússia (VTsIOM).

Este índice é ainda mais elevado entre os jovens de 25 a 34 anos (92%), pessoas com ensino superior (90%) e moradores de Moscou e São Petersburgo (89%).

Quando o assunto é diferença de idade, 84% dos entrevistados dizem ter, pelo menos, um amigo de outra geração – indicador que atinge 90% entre aqueles de 35 a 44 anos.

LEIA TAMBÉM: O que responder quando um russo pergunta ‘como você está?’ 

Além disso, mais de dois terços dos participantes (69%) afirmam ter amigos com rendas bastante diferentes. É o caso, sobretudo, dos jovens entre 25 e 34 anos (79%), pessoas ricas (74%) e moradores de cidades médias (73%).

Paralelamente, metade (52%; 62% entre homens, e 63% de 18 a 24 anos) dos respondentes afirmou ter um amigo de outra religião, e 64% dos russos responderam positivamente quando questionados sobre amigos de outra nacionalidade (chegando a 76% entre os 18 e 24 anos).

A pesquisa do VTsIOM foi realizada com 1.600 adultos no último dia 5 de junho e tem margem de erro de 2,5 pontos percentuais.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies