Consumo de álcool caiu pela metade em 8 anos na Rússia

Domínio público
Queda no consumo de bebidas alcoólicas levou à diminuição de doenças relacionadas ao álcool e causou impacto também na taxa de mortalidade.

O consumo de álcool na Rússia caiu quase pela metade durante últimos oito anos, segundo a ministra da Saúde do país, Veronika Skvortsova.

"Conseguimos reduzir os volumes de consumo de álcool e tabaco. Assim, o consumo [anual] de álcool diminuiu de 18 litros anuais por pessoa, em 2011, para 9,3, em 2018, ou seja, caiu quase pela metade", disse a ministra.

Segundo ela, a queda no consumo de bebidas alcoólicas levou à diminuição das intoxicações e doenças relacionadas ao álcool, o que, por sua vez, teve impacto sobre a taxa de mortalidade. Por exemplo, a taxa de mortalidade entre homens maiores de idade diminuiu 18% desde 2012.

Para efeito de comparação, de acordo com o último relatório da Organização Mundial da Saúde, em 2016, o consumo médio de álcool na Rússia anualmente de era de 11,7 litros por cidadão, enquanto na França o indicador era de 12,6 litros; na Bélgica, de 12,1 litros; e na Suíça, de 11,5 litros.

Os países mais sóbrios da Europa são a Bósnia e Herzegovina (6,4 litros), a Albânia (7,5 litros), a Itália e a Noruega (7,7 litros), enquanto os maiores consumidores de bebidas alcoólicas são os moldávios (15,2 litros), lituanos (15 litros) e tchecos (14,4 litros).

LEIA TAMBÉM: Você nunca adivinhará as misturas improváveis que os bebuns soviéticos eram capazes de ingerir!

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies