20 carros que foram totalmente repaginados à moda russa

Veículos ganharam pintura manual, arame farpado, diamantes e até meia-calça.

1. Este SUV foi clicado nos arredores de Moscou. Aparentemente, o carro devia pertencer a um cantor. 

2. O Lada 2105 foi um dos modelos mais populares no final da União Soviética. Este é decorado como uma caixa de joias no estilo palekh (tipo de pintura em miniatura).

3. “Quando você quer um carro estrangeiro, mas não tem dinheiro suficiente...”

4. Você ainda acredita naquele estereótipo de que russos usam apenas agasalhos da Adidas? Pois você está certo!

5. Sim, essas são realmente as meias-calças esticadas sobre os faróis traseiros.

6. Se você não vir esse carro chegando, certamente irá vê-lo partindo.

7. Talvez, um aspirante a pirata seja dono deste carro de passeio em Kursk.

8. ‘Lightning McQueen’ russo na região de Leningrado.

9. Elegância em máquina...

10. Instalar uma rosa no câmbio era muito comum na URSS, mas nem tanto hoje em dia.

11. Este carro é perfeito para um ativista ecológico, mas apenas se funcionar à base de energia elétrica.

12. Já este modelo, poderia pertencer ao Coisa, da Marvel – bom, pelo menos, metade dele.

13. Dinheiro, dinheiro, dinheiro...mas o carro não vale muito.

14. Os russos costumam se referir a Tcheliabinsk, em tom de brincadeira, como “a cidade mais dura da Rússia”. Eis o motivo...

15. Esta pintura é para enfrentar a selva da cidade de Krasnodar.

16. Um Cadillac Fleetwood blindado à venda em Moscou. O proprietário diz estar disposto a trocá-lo por um Gazelle.

17. Esta máquina está de olho em mim!

18. Como canta Rihanna, “Shine bright like a diamond” (“Brilhe como um diamante”).

19. Aquela Pamela Anderson de 1996 daria tudo por este carro.

20. “Eu sou o Groot!”

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies