Hermitage entra no top 10 dos museus mais visitados do mundo

Reuters
Quase 4,2 milhões de pessoas visitaram palácio em São Petersburgo em 2018.

O museu Hermitage, em São Petersburgo, recebeu 4,2 milhões de visitantes no ano passado, garantindo o nono lugar entre os museus mais visitados do mundo, segundo lista compilada pelo jornal especializado “The Art Newspaper”.

O levantamento comparou os dados oficiais de bilheterias para mostras e salas de exposições. O Hermitage está situado entre a National Gallery of Art, em Washington, que conquistou o oitavo lugar, com 4,4 milhões de ingressos vendidos, e o Victoria and Albert Museum, em Londres, com 4 milhões.

LEIA TAMBÉM: 7 motivos que colocam o Hermitage no topo dos museus 

O pódio do ranking ficou com o Louvre, em Paris (1º lugar, 10,2 milhões de pessoas), seguido pelo Museu Nacional da China, em Pequim (8,6 milhões), e pelo Metropolitan Museum of Art, em Nova York (6,9 milhões). Na quarta posição estão os museus do Vaticano, que em 2018 emitiram 6,7 milhões de ingressos.

Tour que dura oito anos

Com vista para as margens do rio Neva, no coração de São Petersburgo, o museu Hermitage abriga uma das mais importantes coleções de arte do mundo.

Seu acervo conta com três milhões de objetos de arte de diferentes épocas, expostos em 350 salas, cobrindo uma superfície total de 20 quilômetros. Cálculos mostram que, se um visitante parar e admirar cada obra exposta por somente um minuto, seriam necessários quase oito anos para percorrer todos os espaços do museu.

LEIA TAMBÉM: 12 guardiões dos tesouros do Hermitage 

O palácio que é hoje ocupado pelo museu serviu de residência para a família imperial russa por dois séculos, até o início da Revolução de 1917.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies