Ursos polares invadem cidade russa, que declara estado de emergência; veja vídeos

Vera Kostamo/Sputnik
Animais entram nas casas e perseguem as pessoas, que estão confinadas. Escolas e creches estão fechadas e agência de proteção aos animais proíbe abatê-los.

Habitantes da cidade ártica russa de Belúshia Gubá, no arquipélago de Nôvaia Zemliá, estão confinados em suas próprias casas após um grupo de ursos polares invadir a localidade. Os números continuam a crescer, já que mais membros se juntam ao grupo, mas até agora já foram contabilizados 52 desses animais selvagens ali.

Assim, declarou-se estado de emergência na cidade. Segundo o vice-chefe da administração local, Aleksandr Mináiev, disse ao jornal The Siberian Times, “as pessoas estão com medo de sair de casa” e “a vida cotidiana está um tumulto”.

Nesta semana, as crianças não deverão sair de casa na cidade, e as escolas e creches estarão vazias. Mas pode ser que nem isso garanta sua segurança. Há relatos de ursos vagando dentro de edifícios residenciais.

Fotos e vídeos da invasão dos ursos invadiram a internet russa - muitos deles cheios de humor, já que os ursos vasculham a cidade como se fosse uma enorme geladeira pronta a alimentá-los.

"Estou em Nôvaia Zemliá desde 1983, mas nunca vi uma invasão tão maciça de ursos polares", disse Zigancha Musin, chefe da administração local do arquipélago, ao The Siberian Times. Ele disse também que as feras estão "literalmente perseguindo pessoas".

A invasão ocorre desde dezembro de 2018, segundo as autoridades locais.

Mas o que fazer se não for possível se defender? A agência russa de proteção da natureza tem negado pedidos para abater os ursos, já a espécie está em extinção. Mas tocar buzinas, construir cercas e até disparar tiros no ar são providências que só têm falhado.

Segundo as autoridades, uma equipe de especialistas está a caminho de Belúshia Gubá, que tem uma população de 1.970 habitantes. A maioria dos moradores locais têm alguma ligação com o trabalho em espaços de testes nucleares localizados na ilha.

LEIA TAMBÉM: Os 12 animais mais perigosos da Rússia

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies