Lei que proibia passageiros de dormir no chão dos aeroportos de Moscou é revogada

Stanislav Krasilnikov/TASS
Medida polêmica aprovada no início do ano vinha sendo aplicada em três aeroportos da capital russa. Parlamentares introduziram, porém, novas normas para transeuntes e taxistas.

Os deputados da Duma Regional de Moscou revogaram nesta semana a lei aprovada em abril passado que proibia, entre outras coisas, deitar no chão e nos assentos de três aeroportos locais (Domodêdovo, Sheremetyevo e Jukóvski), segundo a agência TASS.

Paralelemente, no entanto, foram introduzidas algumas proibições para combater a presença de moradores de rua e desabrigados, bem como impedir que pessoas ouçam música sem o uso de fones de ouvido, ou se descolem pelas instalações aeroportuárias montadas em um animal ou em um objeto motorizado.

LEIA TAMBÉM O que fazer se seu voo na Rússia for cancelado ou se atrasar?

Além disso, os profissionais que trabalham no aeroporto também foram afetados pelas novas medidas. Agora, motoristas de táxi perderam o direito de circular à procura de clientes, assim como pessoas vestidas como personagens históricos e que pedem dinheiro em troca de uma fotografia a seu lado.

No caso de indivíduos, a pena para tais infrações pode variar de 100 a 500 rublos (5,60 para 28,20 reais), entre 1.000 e 2.000 (de 56,40 para 112,70 reais) para altos funcionários, e 2.000 e 4.000 (112,70 a 225,40 euros) para pessoas jurídicas.

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? 
Então assine nossa newsletter semanal ou diária.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies