Os russos realmente leem tanto quanto dizem por aí?

Vostock-Photo
Pesquisas revelam o que os russos leem e o quanto eles o fazem.

Os russos têm a reputação de serem leitores ávidos. Sua fama ganha impulso agora com um novo estudo do Centro de Pesquisas de Opinião Pública da Rússia (VTsIOM), que mostra que apenas 4% dos cidadãos do país afirmam não ler nunca.

Não são as obras de Lev Tolstói ou Shakespeare as que mais atraem os russos. Somente 26% dos entrevistados opta pela literatura clássica russa e estrangeira. Entre as pessoas com formação universitária, este número sobe para 36%.

LEIA TAMBÉM: 10 livros russos nada batidos para todas as ocasiões da vida

Dos entrevistados, 31% gostam de literatura infantil, que leem para seus filhos. Os livros de história se seguem nas preferências, caindo nas graças de 30% da população.

Livros sobre tarefas domésticas ou jardinagem atraem 27% dos russos, contra 21% que gostam de temas científicos.

Apenas 10% dos habitantes do país afirma ser poesia sua leitura favorita.

Segundo o mesmo estudo, 87% dos russos têm uma biblioteca em casa e 10% dos entrevistados diz que tem mais de 500 ou até 1.000 volumes.

A entrevista foi realizada em 8 de setembro de 2018 entre 1.600 cidadãos russos maiores de 18 anos.

 

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? 
Então assine nossa newsletter semanal ou diária.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies