As 10 melhores animações russas que dispensam legendas!

Vencedoras e indicadas a diversos prêmios (no Brasil também!) estas histórias podem ajudá-lo a explicar questões importantes a seus filhos. Mesmo sem falas, seu visual é incrível, e, mais importante, sua temática ultrapassa a barreira da idade!

1. 'Lata' (6 min, 2013)

Este filminho musical de animação prova que, independentemente de idade ou posição social, não é possível conter a criança que há dentro de nós e deixar de brincar com uma lata vazia de leite condensado.

Dirigido por Tatiana Kiseleva, o filme é feito com uma técnica com lápis e recebeu um grand prix no Festival de Filmes Infantis de Tóquio de 2014. Ele também foi exibido em diversos outros festivais, entre eles o Cannes Short Film Corner e o TIFF Kids, no Canadá.

2. 'Papai das cavernas' (3 min, 2012)

A maioria dos gênios tem um pai rigoroso e exigente por trás de si, e o sucesso geralmente não é possível sem um amor difícil... mesmo que você seja um homem da Idade da Pedra. Esta animação de Vladímir Danílov foi indicada em 35 festivais internacionais de cinema, entre eles o Cannes Short Film Corner, o Cinekid, nos Países Baixos, e o Anima Mundi, no Brasil.

3. 'Difícil ser pardal' (8 min, 2014)

Quando se é um pobre pardalzinho, é preciso saber alguns truques para se manter aquecido, encontrar comida e fazer amigos. Mas aí o bichinho encontra um menino ou menina que a salva. O que fazer então? Não dá saudades da liberdade? Esta obra-prima em preto e branco de Daria Viatkina ganhou o prêmio de melhor animação estudantil no Festival de Animação da Polônia.

4. 'Homem encontra mulher' (17 min, 2014)

Criada em estilo de vanguarda, esta história mostra como o amor e relações podem ser desafiadores, principalmente quando você descobre que sua mulher tem uma perna de pau.

O diretor Dmítri Gueller foi indicado a prêmios no Festival Internacional de Animação de Hiroshima, no Japão, no Festival de Filmes da Cracóvia, na Polônia, e ao Prêmio Nika, da Academia Russa de Artes e Ciências do Cinema.

  1. 'Hamlet. Comédia' (5 min, 2016)

Você já foi ao teatro com colegas de escola e professores? Ou já se sentou ao lado de um grupo de crianças barulhentas? Então você provavelmente verá muito em comum com o enredo deste filme. Criado por Evguêni Fadeev, este curta-metragem foi indicado a prêmios em quase 50 festivais de cinema ao redor do mundo, do Brasil à Coreia do Sul.

6. 'Toupeira ao mar' (5 min, 2012)

Este filme é uma tirada engraçada sobre um dia comum em uma praia pública superlotada. Uma toupeirinha solitária sonha com o mar e segue o caminho de uma ferrovia para chegar lá, mas não há lugar para ela na multidão de banhistas preguiçosos, jogadores de xadrez e crianças raivosas. Dirigido por Anna Kadikova, o filme foi indicado a prêmios em Berlim, Cannes, British LIAF e outros festivais de prestígio.

7. 'Lixo' (5 min, 2014)

Três saquinhos plásticos cheios de lixo têm medo de serem levados pelo caminhão de lixo, por isso eles fogem de casa (no caso, o contêiner de lixo). Mas eles acabam em um lugar ainda mais assustador: uma cidade grande.

Depois de um acidente, os saquinhos rasgam e todo o lixo é dentro delas se espalha para fora. Livres, eles voam alto no céu.

Se você quiser falar com as crianças sobre a importância da reciclagem e da proteção ao meio ambiente, esta animação dirigida por Angella Lipskaia pode ajudá-lo!

8. 'Pichto vai embora’ (9 min, 2012)

O personagem principal deste curta, Pichto, está entediado e de saco cheio de sua rotina monótona, e acaba deixando sua casa e aldeia natal. Neste mundão grande e frio, porém, ele não se sente bem até encontrar um amigo.

Este filme de Sonia Kendel foi caracterizado pelo Festival de Animação Internacional de Londres de "maravilhoso". Pichto também foi exibido em festivais de animação infantil de Nova York, Tóquio e Stuttgart.

9. 'Alerta de tempestade' (8 min, 2011)

As crianças modernas provavelmente não saibam o que é esperar pelo correio. Este comovente filme de animação conta a história de uma garota que manda cartas todos os dias, mas a única coisa pela qual espera é o carteiro. A obra de Aleksandra Chadrina levou o prêmio de Melhor Animação no Festival Internacional de Curtas de Busan, na Coreia.

10. 'Atenção, as portas estão abertas' (5 min, 2005)

E se as pessoas fossem botões e entrassem todos os dias no metrô, onde os carros fossem zíperes? A diretora Anastasía Juravliova encontrou uma maneira muito criativa de msotrar o magnífico metrô de Moscou e recebeu o grand prix do Festival de Cinema Cinefest de Jameson, na Hungria.

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? 
Clique aqui para assinar nossa newsletter.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies