Como os artistas de vanguarda russos tentaram a sorte no impressionismo

Você provavelmente não acredite, mas até Maliêvitch chegou a criar com pinceladas largas, isto sem contar outros pintores famosos.

Aleksêi Iavlenski – ‘Estrada’ (1905)

Os artistas de vanguarda russos criaram todas as abstrações possíveis não porque não pudessem desenhar bem, como muitos leigos em arte podem pensar.

Olga Rozanova - ‘Flores na janela’ (1910)

Apesar de negarem as tradições antigas da arte e criarem algo radicalmente novo, eles ainda respeitavam o que tinha ocorrido antes. Sua revolução artística não seria possível sem o longo percurso da história da arte.

Vladímir Tatlin - ‘Outono’ (1908-1909)

Os impressionistas franceses podem pareces muito distantes dos desenhos geométricos russos. Na verdade, porém, eles foram um trampolim para a arte revolucionária.

Natália Gontcharova - ‘Lilás’ (1906)

 Os impressionistas franceses tiveram uma enorme influência sobre a arte russa do começo do século 20. Você acredita que esta natureza morta tão meiga, “Lilás”, foi pintada pela mesma Natália Gontcharova que mais tarde criou composições cubistas?

David Burliuk - ‘Paisagem de verão’ (década de 1910)

E esta paisagem sutil ao estilo do impressionismo francês? Você imaginaria que esta é uma obra de arte do começo da carreira do pai do futurismo russo, David Burliuk?

Kazimir Maliêvitch - ‘Autorretrato’ (1934)

Não é por acaso que Maliêvitch é o mais misterioso pintor russo. Ele falsificou as próprias obras! Ao se preparar para uma exposição retrospectiva em 1928, ele se deparou, de repente, com o fato de que seus trabalhos impressionistas do começo da carreira ainda estavam em uma galeria em Berlim.

Então, apesar de passados 30 anos, Maliêvitch pintou novas obras em estilo impressionista e as datou como se tivesse sido criadas anos antes. Este fato só foi descoberto décadas depois.

Mikhail Larionov - ‘Um passeio’ (1907-08)

Mais tarde naquele mesmo ano, a pintura impressionista de Mikhail Larionov “Um passeio” seria exposta pela primeria vez na Galeria Tretiakov. A pintura foi salva pelo filho do arquiteto Fiódor Chekhtel, e permaneceu na coleção mesmo depois de Larionov deixar o país e partir para a França, em 1915.

Piôtr Kontchalovski - ‘A casa em Belkino’ (1907)

Muitos artistas de vanguarda russos descobriram os impressionistas russos graças ao abastado colecionador de arte Serguêi Schukin, que tinha obras de Claude Monet, Edgar Degas, Auguste Renoir, Paul Cézanne e Paul Gauguin.

Robert Falk - ‘Mulher deitada sob retrato de Cézanne’ (1929)

Artistas russos destemidos experimentaram com formas e cores. O impressionismo lhes ensinou como trabalhar sem esboços e a escapar do confinamento do desenho acadêmico para desenvolver seus próprios estilos.

Mikhail Sokolov - ‘No Boulevard’ (década de 1930)

Quando os artistas de vanguarda finalmente aprenderam a criar usando apenas cores, seu próximo passo foi se voltar às formas puras.

Se você estiver em Moscou, aproveite para conhecer a exposição “Impressionismo na Vanguarda”, de 31 de maio a 19 de setembro de 2018 no Museu do Impressionismo Russo.

Descubra cinco pinturas desconhecidas de Maliêvitch muito além de "Quadrado Negro"! 

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail?Clique aqui para assinar nossa newsletter.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies