De Street Fighter a Red Alert, confira 10 games para lutar pela Rússia

Electronic Arts
Sinta-se como um verdadeiro herói russo ou soviético, aventure-se pelas batalhas da Segunda Guerra Mundial ou desbrave o apocalíptico mundo subterrâneo de Moscou.

1. Red Alert

No universo alternativo da série Red Alert, Adolf Hitler nunca chegou ao poder, e a Segunda Guerra Mundial jamais aconteceu. Em vez disso, os países ocidentais enfrentaram um novo poderoso inimigo – Iossef Stálin. O jogador pode escolher para qual lado jogar - o “vilão” da União Soviética que sonha em conquistar a Europa, ou os Aliados que defendem o “mundo livre” do agressor. O jogo tem várias sequências.

2. Battlefield 1: In the Name of the Tsar (Campo de Batalha 1: Em nome do Tsar)

Nesta sequência do jogo de tiro Battlefield 1, é possível se sentir como um soldado russo no meio da Primeira Guerra Mundial, caçar inimigos alemães com uma lança e pilotar o primeiro bombardeiro de quatro motores do mundo, além de participar das batalhas implacáveis da Guerra Civil Russa entre os Vermelhos e os Brancos.

3. Assassin’s Creed Chronicles: Russia

O outro game que leva os jogadores ao caos da Revolução Russa e da Guerra Civil pertence à famosa série Assassin’s Creed. Lançado em 2.5D, Assassin’s Creed Chronicles: Russia segue a história de Nikolai Orlov, que deve roubar um artefato dos bolcheviques e salvar a grã-duquesa Anastassia Romanova, filha do tsar Nicolau 2º.

4. Street Fighter

O personagem russo chamado Zangief é um personagem constante da série Street Fighter há quase 30 anos. Esse grandão patriota sempre luta pela glória do seu país.

5. Call of Duty 2

Os jogadores podem participar de duas das batalhas mais importantes da URSS na Segunda Guerra Mundial. Na primeira, é possível controlar um novato inexperiente nos arredores de Moscou durante a batalha decisiva pelo centro soviético. A outra campanha o leva a destruir Stalingrado, onde o destino de toda a guerra foi decidido.

6. Metro 2033

O game é baseado no livro homônimo do escritor russo Dmítri Glukhóvski. A guerra nuclear transformou Moscou em ruínas e forçou os sobreviventes a buscar a salvação no metrô da capital. Ali eles começam uma nova vida, encontram novas “cidades” e até “estados”, e fazem guerras entre si. A principal ameaça não são as pessoas, mas sim as massas de mutantes que tentam invadir o mundo subterrâneo de Moscou.

7. Karnov

Com 30 anos de idade, Karnov é para os fãs de jogos vintage. O jogo segue as aventuras do soviético Jinborov Karnovski, que era homem forte de um circo. Este é um game do tipo Mario Bros, que envolve matar monstros e colecionar tesouros.

8. World in Conflict: Soviet Assault (Mundo em Conflito: Ataque Soviético)

Neste jogo de táticas em tempo real, joga-se pela União Soviética, que, em 1989, sofrendo dificuldades econômicas e às vésperas do colapso, decidiu resolver todos os seus problemas invadindo países ocidentais e iniciando a Terceira Guerra Mundial. 

9. Tekken

Serguêi Dragunov – também conhecido como O Anjo Branco da Morte – apareceu pela primeira vez na quinta edição da série Tekken, e é membro permanente desde então. Comandante do esquadrão russo spetsnaz, é um lutador feroz e experiente.

10 Cossacks 3

Cossacks 3 (2016) é o remake do jogo de táticas em tempo real Cossacks: European Wars, de 2001. O jogador é transportado para acontecimentos europeus dos séculos 17 e 18, com uma das campanhas dedicadas à história da Rússia. Na busca por transformar a Rússia em uma superpotência, deve-se esmagar seus inimigos tradicionais, como a Polônia, o Canato da Crimeia, o Império Otomano e a Suécia.

Conheça também as gamers russas que faturam no YouTube

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? 
Então assine nossa newsletter semanal ou diária.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies