Proibido de viajar pela mulher, mexicano de papelão vira atração do Mundial na Rússia

IngueSuMatrushka
Graças a seus amigos, Javier achou uma forma de viajar ao país eslavo para a Copa.

Quatro anos atrás, cinco amigos (Fernando, Javier, Daniel, Danieal e Mathieu) estiveram na Copa do Mundo do Brasil e prometeram que iriam participar juntos do próximo Mundial, na Rússia. Assim que voltaram para o México, começaram a preparar a viagem para o país eslavo. De acordo com o portal Gizmodo en Español, os amigos decidiram comprar um ônibus escolar para adaptá-lo como alojamento, com camas e até televisão – isso sem falar na pintura externa com temas mexicanos. 

Tudo corria conforme o planejado...até que a mulher de um dos membros do grupo, Javier, mudou de ideia e decidiu que o marido não iria à Rússia. Como os amigos não quiseram deixá-lo, a solução foi imprimir em papelão uma imagem de Javier em tamanho real para levá-lo com eles para a Rússia. Para não perder o humor, no peito de sua camisa, eles ainda colocaram: “Minha velha não me deixou ir”.

O ônibus cruzou o oceano e atravessou toda a Europa (Berlim, Praga, Budapeste, Riga e Cracóvia) até chegar a São Petersburgo. Assim, Javier os acompanha em todos os lugares, incluindo aos bares pela Rússia.

Às vezes, os amigos o deixam descansar.

Os mexicanos assistiram à partida entre Alemanha e México e, obviamente, celebraram a vitória de sua seleção em Moscou. Aonde quer que eles vão, Javier atrai a atenção de torcedores do mundo todo.

Um dos amigos presentes na viagem, Fernando diz que os russos os receberam muito bem e até mesmo ajudaram em situações difíceis. “Quando tivemos problemas com os freios, eles nos ajudaram de imediato”, conta.

Veja mais fotos de Javier pela Rússia:

Afinal, por que tantos latino-americanos estão na Rússia? Não se trata apenas da Copa, como mostram esses relatos.

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? 
Clique aqui para assinar nossa newsletter.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies