De Gagárin a Mishka, 22 tatuagens com temática russa; veja fotos

Evgenya Novozhenina/Sputnik
Líderes soviéticos, personagens de desenho animado e guerreiros eslavos servem de inspiração para os mais fãs mais “hardcore” da Rússia.

“Apenas uma tatuagem de um maratonista na Gran Canária. O cara é espanhol”, escreveu o youtuber russo em ascensão Iúri Dud em sua página na rede. Mas não há nada mais simbolicamente russo do que uma matriochka ao lado da Catedral de São Basílio, certo?

Essa tatuagem traz o desenho de uma estátua de Iúri Dolgoruki montado a cavalo ao lado da Torre Spasskaya, no Kremlin de Moscou, junto com o brasão da capital.

O tradicional padrão de Khokhloma é um tipo de tatuagem comum na Rússia, até mais do que marcos famosos. Cores vivas e flores vivas tendem a ‘iluminar’ o corpo. 

O que poderia ser mais russo do que uma tatuagem com padrão de Khokhloma? Um urso com padrão de Khokhloma irritado, é claro.

Ou um antigo guerreiro eslavo.

Alguns realmente levam as coisas ao extremo.

Também dá para substituir o urso agressivo por um pássaro de fogo – criatura mágica presente no folclore eslavo – e criar, assim, um efeito mais sutil.

Os desenhos soviéticos também são grande fonte de inspiração para rabiscados no país. Nesse desenho, por exemplo, é possível ver a icônica boneca tipo joão-bobo que ficou famosa na URSS, acompanhada da inscrição: “Mãe Rússia”.

Os desenhos animados soviéticos, como a versão nacional de “Tom e Jerry”, costumam ser bastante comuns.

Um coelho grande e durão... ou seria uma lebre? 

O arqui-inimigo da lebre é o lobo. Uoooou!

Aqui está outra releitura da “besta sorrateira”.

Uma variação do Lobo Pateta (Nu, Pogodi, na versão original em russo) é outro exemplo de inspiração em desenhos animados soviéticos-russos.

Nem mesmo o Ursinho Pooh é páreo para seu homólogo soviético no país.

Misha, o mascote olímpico dos Jogos de Moscou em 1980, parece macio e fofinho – mas não é exatamente esse tipo de homem que costuma ostentar tatuagens com ele.

É macio e peludo, e puxa ferro.

Mais uma intepretação do Misha.

O líder da Revolução Russa, Vladímir Lenin, é mais um tema recorrente.

Aqui está ele de novo. Talvez, com uma namorada?

Política pode ser divertido, mas nem todo mundo liga, e alguns preferem temas triviais. Apenas um chocólatra teria sacrificado seu antebraço por uma tatuagem como essa.

Os clubes de futebol e outras equipes esportivas são forte inspiração para os tatuados, mas melhor não por os pés nesse território, a menos que participe da gangue.

Consegue adivinhar para qual clube esse cara torce? 

Leia também "Inspirada em brasileira, tatuadora ajuda russas vítimas de violência".

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Leia mais
Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.