7 motivos para namorar um russo

Getty Images
Ele pode parecer um pouco rude, mas é quase certeza de que tem uma alma sensível – é preciso apenas despertá-la.

1. Ele é romântico (mesmo que não pareça)

O inverno na Rússia é, muitas vezes, difícil e dura quase cinco meses. Nessas condições, porém, há uma oportunidade de romance.

Os homens russos têm um lado mais suave, acredite, e gostam de recitar poemas, citações de filmes ou linhas de um livro que derreterão o coração de qualquer.

Mesmo não pareça, o russo é quente e gentil por dentro.

2. Pagar a conta é questão de honra

Este ponto não é sobre a igualdade - mesmo que uma moça saia com um homem e tenha mais dinheiro do que ele, ele sempre pagará.

Um russo típico ficará ofendido se sua paquera se oferecer para dividir a conta. Ele pedirá, roubará ou pegará emprestado (se estiver sem um tostão) para ter certeza de que pagará a conta - caso contrário, ele não será "um homem" ("ne mujik").

O mesmo vale para os ingressos para a ópera ou o cinema - mas talvez não para o seu estacionamento ou rímel...

3. Ele gosta da sua comida de qualquer jeito

Já ouvi falar das bábuchkas russas? Todo russo tem ou teve uma vovó dessas, e elas sempre se certificam de que seus netos estejam bem alimentados -mesmo que a comida delas não seja melhor do que uma pizza delivery de três dias atrás.

Assim, se você tem habilidades medianas na cozinha, ele nunca dirá que não gosta da sua comida.

Mas, como toda moeda tem dois lados, ele esperará que você cozinhe todos os dias.

4. Ele nunca reclama

"Meninos não choram". Especialmente na Rússia. Normalmente, espera-se que um homem esconda seus sentimentos e mostre sempre coragem emocional e autocontrole.

Assim, se seu namorado russo estiver irritado ou triste com algo, ele provavelmente esconderá tudo – a menos que você o aperte muito.

Há, no entanto, uma grande exceção: se ele pegar um resfriado (para homens, “gripe”), provavelmente agirá como se estivesse prestes a morrer.

5. Ele não entra em pânico se as coisas dão errado

Carro quebrado? Problemas com o financiamento? Procurado pela polícia? Crianças com dificuldade na escola? Perdeu a carta de motorista?

Se alguma coisa deste tipo acontecer, um homem russo provavelmente manterá o queixo erguido e o tocará a vida adiante.

Como você deve saber, os russos costumam ter a água quente desligada durante o verão por algumas semanas, sobrevivem apenas com macarrão por dias a fio, caminham para trabalhar a 20 graus Celsius negativos e resistem a uma economia precária.

Então, é preciso algo realmente muito serio para preocupar um homem desses.

6. Ele conserta tudo (na maioria das vezes)

Na época soviética, os russos se acostumaram a se contentar com o que tinham, já que certas coisas simplesmente não estavam disponíveis.

Assim, se eles precisavam de um novo eletrodoméstico, peça de carro ou casaco de inverno... simplesmente aprendiam a consertar os antigos.

Isso não parece ser verdade para alguns dos moços refinados e educados que passam mais tempo lendo do que saindo com amigos (principalmente em grandes cidades, como Moscou e São Petersburgo).

Mas a maioria dos russos consertará com facilidade um pneu furado, uma tomada elétrica ou móveis. É só você não ficar parada jogando perguntas na orelha dele.

7. Ele realmente trava compromisso com uma mulher

Todo homem russo tem uma mulher forte e determinada entre seus parentes - uma mãe trabalhadora e atenciosa, uma avó inteligente e durona etc.

As mulheres sempre foram reverenciadas na sociedade russa como detentoras dos valores familiares e domésticos.

Atualmente, um número crescente de famílias luta se manter unida, com quase 30% das mães criando seus filhos sozinhas.

Como em muitos outros países, quando os pais ficam juntos, a mãe, mesmo assim, acaba passando mais tempo com os filhos.

Assim, um típico russo está acostumado a ter uma avó ou a mãe controlando uma parte considerável de sua vida. Ele é, portanto, bem versado em se comprometer com o sexo oposto!

 

Quer saber mais sobre a sociedade russa? Leia “Sacha Ivanov, o ‘Zé Silva’ russo”.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies