Brasil compra grandes lotes de trigo russo isentos de impostos

Reuters
Empresa russa Sodrujestvo entregou dois lotes de 35 mil toneladas cada.

No início de julho, a empresa de alimentos brasileira M. Dias Branco adquiriu 70 mil toneladas de trigo russo como parte de uma cota brasileira de importação isenta de impostos, segundo a agência de notícias russa Tass.

A empresa agroindustrial russa Sodrujestvo enviou dois lotes, com 35 mil toneladas de grãos cada, para o Brasil. O comprador foi isento do pagamento das tarifas alfandegárias de 10% porque o produto se enquadrou na cota de 750 mil toneladas de grãos importados de países fora do Mercosul.

Segundo a Associação Brasileira da Indústria de Processamento de Grãos (Abitrigo) os lotes são considerados grandes, já que, durante toda a colheita 2019-2020, que terminou em junho, o Brasil importou, no total, apenas 90 mil toneladas de trigo russo. 
Segundo a Abitrigo disse à agência Tass, em termos de logística é mais conveniente para as empresas de processamento de grãos no nordeste do Brasil comprar a commodity de países do hemisfério norte que da Argentina.

A Argentina é responsável pela maior parte das importações brasileiras de trigo, que atendem cerca de 60% da demanda nacional pelo produto. Entre outros fatores favoráveis à compra do trigo russo estão o aumento da cotação do dólar em relação ao real, assim como a entressafra na Argentina.

LEIA TAMBÉM: Rússia subsidiará projetos dos Brics contra coronavírus

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies