Rússia subsidiará projetos dos Brics contra coronavírus

Global Look Press/Keystone Press Agency
Cientistas poderão usar os investimentos para realizar pesquisas de novas tecnologias para o diagnóstico da covid-19, desenvolver vacinas e medicamentos contra a covid-19 e sequenciar o genoma do vírus.

As melhores equipes científicas dos países do Brics (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) receberão subsídios de até R$ 375 mil para projetos destinados a combater a pandemia do novo coronavírus e suas consequências. O concurso será realizado entre 20 de julho e 24 de agosto pela Fundação Russa de Pesquisa Básica.

"Anunciamos uma competição conjunta para selecionar os melhores projetos científicos destinados a resolver os problemas associados à pandemia global da covid-19. O concurso será realizado por organizações-membras do Programa do Brics nas áreas de ciência, tecnologia e inovação. O prazo do projeto será de dois anos. O subsídio máximo para cada etapa da implementação do projeto será de 5 milhões de rublos (R$ 375 mil), o mínimo, de 3 milhões de rublos (R$ 225 mil)", lê-se no comunicado da fundação.

Equipes de pelo menos três países do Brics devem participar do concurso. Os cientistas podem solicitar subsídios para trabalhos nas seguintes áreas: pesquisa e desenvolvimento de novas tecnologias ou ferramentas para o diagnóstico da covid-19, pesquisas e desenvolvimento de vacinas e medicamentos contra a covid-19, incluindo a conversão de medicamentos disponíveis, sequenciamento do genoma do vírus SARS-CoV-2 e pesquisas sobre epidemiologia e modelagem matemática da pandemia da covid-19.

Além disso, também podem se inscrever para receber os subsídios russos autores de pesquisas sobre inteligência artificial, tecnologia da informação e comunicação e computação que possam ser usadas no desenvolvimento de medicamentos para covid-19, além de cientistas que realizem ensaios clínicos e pesquisas epidemiológicas sobre o SARS-CoV-2 e doenças concomitantes, especialmente a tuberculose.

LEIA TAMBÉM: Banco do Brics injeta US$ 1 bilhão na luta contra a pandemia no Brasil

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies