Rússia triplicou exportações para África desde 2010

Reuters
Balança comercial saltou de US$ 5,1 bilhões para US$ 14,8 bilhões, segundo vice-presidente da Câmara de Comércio e Indústria da Rússia.

Entre 2010 e 2017, a Rússia praticamente triplicou o volume de suas exportações para a África, segundo o vice-presidente da Câmara de Comércio e Indústria da Rússia, Vladímir Pádalko.

"Segundo dados do Serviço Alfandegário Federal, entre 2010 e 2017, o volume total de exportações russas para a África quase triplicou, de US$ 5,1 bilhões para US$ 14,8 bilhões", disse Pádalko à agência de notícias russa TASS.

Segundo Pádalko, o continente africano é a única região que experimentou um aumento significativo nas importações da Rússia entre 2014 e 2017.

Nos primeiros nove meses de 2018, as transações totalizaram 12,6 bilhões de dólares.

LEIA TAMBÉM: Da China à Europa, conheça a rota de trem de carga mais longa do mundo

"As exportações para países africanos podem ajudar a desenvolver setores específicos não relacionados a matérias-primas, entre eles a produção de equipamentos ferroviários, agroindustrial, de transporte, de produção agrícola, de tecnologias médicas, de rádio e digitais", disse Pádalko à TASS.

Hoje, os produtos russos mais populares na África são alimentos, matérias-primas agrícolas, minerais, produtos químicos e meios de transporte.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies