Taxa de desemprego cai para o nível mais baixo dos últimos 25 anos

TASS
Indicador russo caiu para 4,6% em agosto, segundo pesquisa do Serviço Federal de Estatísticas da Rússia (Rosstat) publicada pela agência RIA Nôvosti.

Hoje há na Rússia cerca de 76,2 milhões de pessoas em idade ativa, das quais 3,5 milhões não têm emprego.

O desempregado russo médio tem 35 anos e precisa de quase 7 meses para encontrar um novo posicionamento profissional. Mais de um quarto dos desempregados do país (26,4%) têm entre 15 e 25 anos, enquanto 18% dos deles têm mais de 50 anos.

A cidade com a menor taxa de desemprego é Moscou, com um surpreendente resultado de 1,2%. São Petersburgo ocupa o segundo lugar após a capital russa, com uma taxa de 1,4%, seguida pelos Distritos Autônomos de Iamalo-Nenets e de Khanti-Mansisk (2 e 2,3%, respectivamente), localizados no noroeste da Sibéria.

LEIA TAMBÉM: 10 dicas para ajudá-lo a mandar bem na entrevista com um empregador russo

Os indicadores mais altos foram registados na república da Inguchétia (26,5%), Tuva (19%), Tchetchênia (13,8%), Karatchaiev-Tcherkássia (12,1%), Daguestão (10,7%), Altai (10,2%) e Zabaikalie (10,2%). 

Segundo a pesquisa, em junho, julho e agosto deste ano o nível de desemprego caiu em 58 das 85 unidades federais da Rússia, em comparação com o mesmo período do ano anterior. 

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? 
Então assine nossa newsletter semanal ou diária.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies