Rússia destinará 10 milhões de dólares para restauração da cúpula do Capitólio de Havana

Norbert Probst/Global Look Press
Administração presidencial russa foi quem escolheu a companhia que executará trabalhos de reconstrução em cerca de um ano e meio.

Administração presidencial da Rússia escolheu a empreiteira que executará os trabalhos de recuperação do domo dourado do Capitólio Nacional de Havana, em Cuba. A informação foi publicada no portal de compras estatais do governo russo. De acordo com os documentos, a compra foi feita de um único prestador.

O preço inicial e máximo do contrato é de quase 624,5 milhões de rublos (na cotação atual, US$ 9,6 milhões), que serão pagos do orçamento federal.

Há planos de que o trabalho se inicie já em agosto de 2018 e termine em outubro de 2019. Não está claro no texto, porém, quem executará o serviço.

A presidente do Conselho da Federação da Rússia (equivalente ao Senado), Valentina Matvienko anunciou que o país participaria da restauração do Capitólio cubano já em maio de 2016 em encontro com o vice-presidente do Conselho de Estado e do Conselho de Ministros de Cuba, Miguel Díaz Canel.

Então, Matvienko explicou que parlamentares de Cuba haviam pedido ajuda à Rússia na restauração.

Em maio de 2017, a administração presidencial russa anunciou uma licitação para a realização de serviços ligados ao projeto de restauração da cúpula. No anúncio, lia-se que o valor máximo do contrato para a criação do projeto seria de 20 milhões de rublos.

Em junho de 2017, porém, a licitação foi cancelada. Uma nova licitação para realização do projeto foi anunciada em agosto de 2017, com um valor máximo de contrato de 15 milhões de rublos. Esta também foi uma aquisição com apenas uma empreiteira participante, a “Zarubejproekt”.

O Capitólio de Havana foi inaugurado em 1929 e sediou o governo de Cuba até a Revolução Cubana, em 1959. Hoje, ele funciona como sede da Academia Cubana de Ciências.

Seu desenho foi inspirado no Capitólio de Washington DC, capital dos Estados Unidos e o edifício foi o mais alto de Havana até a década de 1950, com 92 metros de altura, e também a terceira maior casa parlamentar do mundo.

A restauração do Capitólio dura oito anos e deve ser finalizada até o aniversário de 500 anos de Havana, que será celebrado em novembro de 2019.

Segundo declaração à agência de notícias Tass do chefe do Bureau Histórico de Havana, Euzebio Leal, os especialistas russos têm experiência na restauração da cúpula dourado do Capitólio inclusive devido a sua experiência com as cúpulas de igrejas. Leal também disse que o edifício voltatá a ser usado em sessões do Parlamento.

Quer receber as principais notícias sobre a Rússia em seu e-mail? 
Então assine nossa newsletter semanal ou diária.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies