Mulheres ganham, em média, 25% menos que homens na Rússia

Participação de russas na política ainda é tímida, embora esteja na média

Participação de russas na política ainda é tímida, embora esteja na média

Reuters
Discrepância de salários por gênero diminuiu, porém, ao longo da última década.

As mulheres russas continuam tendo rendimentos mais baixos do que os homens, declarou esta semana a vice-primeira-ministra russa, Olga Golodets, segundo informações da agência Interfax.

Em um estudo comparativo com dados coletados em 2015, o salário médio masculino no país foi de 38.600 rublos (cerca de 700 dólares) e o feminino, de 28.000 rublos (em torno de 490 dólares).

“Paralelamente, se examinarmos os dados por um período de dez anos, podemos perceber que em 2005 os salários das mulheres representavam apenas 60% do que ganhavam os homens, e hoje esse índice chega a 72%”, disse Golodets.

A vice-premiê também apresentou dados sobre o Parlamento e outros órgãos do governo. As mulheres representam 15% da Duma (Câmara dos Deputados) e 17% no Conselho da Federação (Senado russo), o que coloca o país na média mundial. Já no que diz respeito ao Executivo, existem apenas três mulheres em uma equipe de 31 pessoas.

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Leia mais