Clássico “Solaris”, de Tarkóvski, é a atração gratuita no YouTube neste fim de semana

Sputnik
Filme recebeu o Grande Prêmio do Júri no Festival de Cannes em 1972.

Um dos grandes clássicos da ficção científica, “Solaris” (1972), de Andrei Tarkóvski, estará disponível gratuitamente no YouTube neste fim de semana, graças ao projeto “Cinema Soviético e Russo em Casa”. Assim como nas semanas anteriores, o longa poderá ser acessado entre as 19h00 desta sexta-feira (11) e as 19h00 do domingo (13).

Baseado no romance de ficção científica homônimo do autor polonês Stanisław Lem, o filme de Tarkóvski narra a história de um psicólogo chamado Kris Kelvin, que é enviado para investigar uma tripulação de cosmonautas soviéticos que orbita o planeta oceânico Solaris. 

Depois de ser bombardeado com raios-x, o enigmático oceano que cobre o planeta parece dotado de alguma forma de razão com poderes para penetrar no íntimo dos seres humanos e materializar suas memórias, tornando-as reais através da criação dos "visitantes”. 

Ao circular pelo planeta, Kelvin reencontra, por exemplo, a esposa que se matara há 10 anos, e a realidade se torna não confiável; imerso nesse contexto, a lógica e a razão falham em explicar por que tais eventos mágicos estão ocorrendo. 

Apesar das críticas positivas, Lem não ficou satisfeito com a adaptação de seu romance. Pelo contrário, condenou a criação de Tarkóvski por trair seu texto original, transformando-o em um filme “sobre problemas eróticos das pessoas no espaço sideral”. 

O projeto “Cinema Soviético e Russo em Casa” exibe gratuitamente um filme russo por semana. A ideia foi concebida pelo Centro Popular de Cultura da União Municipal dos Estudantes Secundaristas de São Paulo (CPC-UMES), que distribui e comercializa no Brasil os filmes do Estúdio Mosfilm.

LEIA TAMBÉM: Os 7 principais filmes de ficção científica russos ao quais você PRECISA assistir

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies