10 animações clássicas russas (com legendas) que você precisa conhecer

As animações que nos acompanham na infância sempre ocupam um lugar especial em nossos corações. E, mesmo que você não tenha crescido na antiga União Soviética, dá uma enorme nostalgia assistir a estes dez clássicos russos de encher os olhos. Cada um deles tem um estilo único, imediatamente reconhecível e completamente inesquecível!

1. Tcheburáchka (1971, legendas em português)

Tcheburáchka é, sem dúvida, a mais amada das animações da Rússia. Conhecida no mundo todo, Tcheburáchka tem muitos fãs no Japão, onde virou um “cult”. Uma criatura fofa e parecida com um ursinho orelhudo, ele é o personagem de desenho animado russo mais adorável!

A história de Tcheburáchka começa quando ele chega a Moscou dormindo em uma caixa de laranjas. Em seguida, ele faz amizade com um crocodilo chamado Guêna e, juntos, eles passam por uma série de aventuras. Entre elas, os bichinhos construem uma casa para os solitários, ajudam os pioneiros (os “escoteiros soviéticos”) e limpam florestas e os riachos de Moscou.

2. Os Músicos da Cidade de Bremen (1973, legendas em espanhol)

“Os Músicos da Cidade de Bremen” é um emocionante desenho animado baseado no conto de fadas homônimo dos irmãos Grimm. O desenho animado retrata as aventuras de um grupo de música vagando pela Alemanha medieval. Eles não são músicos comuns: exceto o vocalista, Troubadour, os outros são todos animais (um gato, um cachorro, um galo e um burro). O estilo cativante deles também está muito mais para o rock’n’roll do que se esperaria de um grupo medieval.

3. Ouriço no nevoeiro (1975, legendas em português)

“Ouriço no Nevoeiro”, do diretor Yuri Norstein, é um verdadeiro triunfo da história mundial do cinema. Ele alcançou o primeiro lugar em uma pesquisa com 140 animadores de todo o mundo no Festival de Animação Laputa, de 2003, no Japão. Uma homenagem internacional inusitada foi feita também em um episódio de “Family Guy” de 2009 (intitulado “Spies Reminiscent of Us”), onde o porco-espinho foi espancado.

O clássico cativou milhões de espectadores e é também fonte de muitos memes na atualidade na Rússia. O filme conta a história de um porco-espinho que se perde no caminho para encontrar seu amigo, um filhote de urso. Em meio a uma névoa espessa, ele sai do trajeto e fica cara a cara com muitos animais misteriosos e com seus próprios medos. No final das contas, ele chega ao amigo e, juntos, eles tomam chá com geleia enquanto observam as estrelas.

4. Ursinho Pooh (1969, legendas em inglês e português)

Baseado nas obras do escritor inglês, A.A. Milne, o Ursinho Pooh russo (“Vinni Pukh”) é algo completamente diferente da versão da Disney que a maioria das pessoas no mundo conhece.

Embora as versões americana e russa apresentem um urso da floresta obcecado por mel, há muitas diferenças marcantes entre eles. Enquanto o americano Winnie é um urso fofo e confuso, o russo Vinni é um personagem astuto e meio maníaco. No primeiro dos três episódios da série russa, ele flutua até uma colmeia com um balão e finge ser uma nuvem para enganar as abelhas. Enquanto isso, ele está sempre andando pela tela cantarolando músicas rápidas e um pouco absurdas. Em suma, o russo Vinni é um personagem hilário que você precisa conhecer!

5. Junior e Karlson (1968, legendas em inglês)

Assim como o russo Vinni Pukh, “Junior e Karlson” é um exemplo de como os animadores russos incorporam novas perspectivas empolgantes a personagens estrangeiros. Junior e Karlson é a adaptação russa de uma história da escritora sueca Astrid Lindgren (mais conhecida por criar o personagem “Pippi Meialonga”). Na animação, Junior é um garoto solitário que quer desesperadamente um cachorro. Como não pode ter um companheiro canino, ele inventa Karlson, um amigo imaginário travesso que pode voar. Juntos, eles enfrentam todos os tipos de contratempos pelos quais Junior, naturalmente, é o culpado.

6. Prostokváchino (1978, legendas em português)

A série “Prostokváchino” conta a história de um garoto apelidado de “Tio Fiódor” que foge de casa para morar na vila de “Prostokváchino” com um gato e um cachorro. Essa série popular ainda é parte das conversas cotidianas russas - e uma das marcas mais populares de laticínios da Rússia tem o nome do desenho animado.

Parecido com a história de “Junior e Karlson”, o tio Fiódor quer desesperadamente um animal de estimação. No entanto, seus pais não permitem. A reação de Junior e Fiódor à autoridade dos pais é criar um mundo imaginário com personagens que os entendam.

7. Era uma vez um cão (1982, legendas em inglês)

Depois de servir fielmente a sua família, um cachorro velhinho é expulso de casa por não mais desempenhar suas funções de cão de guarda. Sozinho e deprimido na floresta, ele se depara com um velho inimigo seu, o lobo. Juntos, eles bolam um plano para conquistar os antigos donos do cachorro, sequestrando seu filho pequeno. O plano funciona e logo o cão volta, todo feliz, para sua família.

O desenho também é uma bela representação da cultura no interior da Ucrânia. Ele é cheio de paisagens deslumbrantes, trajes tradicionais muito bem feitos e músicas folclóricas empolgantes!

8. Viagens de uma formiga (1983, legendas em inglês)

Viagens de uma formiga é um lindo curta-metragem de Eduard Nazarov, criador de Era uma vez um cão. Assistir a esta animação é ser transportado ao vibrante mundo dos insetos na floresta (muito antes da Disney).

Uma formiga tenta subir no alto de uma árvore para apreciar o pôr do sol. De repente, porém, uma rajada de vento a leva para longe de seu formigueiro. Muito ferida para voltar para casa sozinha antes do anoitecer, ela fica em uma situação que não parece nada boa. No entanto, uma série de insetos, cada um com sua própria personalidade, a leva de volta para casa.

9. O Conto dos Contos (1979, legendas em inglês)

“O conto dos contos” é outro clássico do lendário animador Yuri Norstein. Assim como Ouriço no Nevoeiro, esta obra de Norstein também é considerada uma das maiores animações de todos os tempos.

Através de uma série de esboços existenciais, “O conto dos contos” examina a natureza das memórias da infância e como vemos o passado. Uma das cenas mais emocionantes gira em torno dos homens que foram lutar na Segunda Guerra Mundial e não voltaram. Sob o som do famoso tango pré-guerra “Queimado de sol”, cortes desconexos revelam como um após o outro os homens desaparecem da pista de dança para nunca mais voltar.

10. A neve do ano passado caía (1983, legendas em inglês)

“A neve do ano passado caía” é um lindo filme de stop motion que ainda é transmitido na Rússia a cada véspera de Ano Novo. Sua trama segue um marido preguiçoso e sua esposa. Ela o encarrega de pegar uma árvore de Ano Novo na floresta. Mas ele retorna diversas vezes de mãos vazias. Finalmente, quando ele volta com uma árvore, já é primavera.

Por baixo desta história sobre um tolo desonesto e a esposa que o repreende, há uma mensagem de compaixão e perdão. Sim, o marido é inútil nessa tarefa. No entanto, como ele mostra, tentando repetidamente, ele é claramente dedicado à esposa. Então, em meio à falta de desempenho, à incapacidade de perdoar da esposa e ao sentimento subjacente de que a tarefa da árvore não é tão importante assim, surge uma ideia. Ou seja, “A neve do ano passado caía” propõe aos espectadores que é possível amar de modo imperfeito.

 

LEIA TAMBÉM: Todos os filmes e programas russos na Netflix do Brasil

Autorizamos a reprodução de todos os nossos textos sob a condição de que se publique juntamente o link ativo para o original do Russia Beyond.

Mais reportagens e vídeos interessantes na nossa página no Facebook.
Leia mais

Este site utiliza cookies. Clique aqui para saber mais.

Aceitar cookies